Casa de Ricardo Salgado na Comporta faz seis arguidos

O antigo presidente da Câmara de Grândola, o seu número dois e um ex-vice presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento do Alentejo integram o lote de suspeitos da Polícia Judiciária de Setúbal
Correio da Manhã
pub
jng@negocios.pt 29 de agosto de 2018 às 18:05

Localizada a menos de 500 metros do mar, a casa de  Ricardo Salgado na Herdade da Comporta só foi construída devido a uma série de omissões, quer da parte da Câmara Municipal de Grândola, quer da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA).
Resultado: além de um processo no Tribunal Administrativo, onde o Ministério Público já pediu a demolição do edificado, a Polícia Judiciária de Setúbal constituiu seis arguidos num inquérito-crime, entre os quais está Carlos Beato, antigo presidente da autarquia de Grândola, actual membro da  direcção da Associação Mutualista Montepio, noticia a Sábado  na edição da revista que estará esta quinta-feira nas bancas.

pub