Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Armando Vara já pode contactar com arguidos e sair do país

O ex-ministro socialista Armando Vara, arguido na operação Marquês, deixou de estar proibido de contactar com os outros arguidos e de se ausentar do país, disse hoje à agência Lusa o seu advogado.

Pedro Aperta
Lusa 12 de Novembro de 2016 às 19:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

Tiago Rodrigues Bastos adiantou que estas duas medidas de coação deixaram de se aplicar porque caducou o prazo de um ano para o Ministério Público deduzir a acusação.

Segundo o advogado, a proibição de manter contactos com outros arguidos e de se ausentar do país tinham o prazo de um ano, tendo uma terminado em julho e outra no início de outubro.

 

Armando Vara, indiciado pelos crimes de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção passiva no âmbito da operação Marquês, mantém a caução de 300.000 euros, quantia que foi obrigado a depositar quando, em outubro de 2015, deixou de estar em prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

 

O advogado do antigo ministro socialista disse ainda que está a avaliar se vai recorrer da caução, uma vez que não faz qualquer sentido, tendo em conta que foi aplicada para garantir o cumprimento das outras duas medidas de coação, que agora deixaram de existir.

Armando Vara foi detido a 09 de julho de 2015 e esteve em prisão domiciliária com pulseira eletrónica até 08 de outubro do ano passado.

 

A Operação Marquês conta com 18 arguidos, incluindo o ex-primeiro ministro José Sócrates, que esteve preso preventivamente mais de nove meses, e que está indiciado por fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para ato ilícito.

 

Entre os arguidos no processo estão a filha de Armando Vara Bárbara Vara, Carlos Santos Silva, empresário e amigo do ex-primeiro-ministro, Joaquim Barroca, empresário do grupo Lena, João Perna, antigo motorista do ex-líder do PS, Paulo Lalanda de Castro, do grupo Octapharma, Inês do Rosário, mulher de Carlos Santos Silva, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira e os empresários Diogo Gaspar Ferreira e Rui Mão de Ferro e o empresário luso-angolano Helder Bataglia.

 

A notícia do levantamento das medidas de coação imposta pelo tribunal de instância a Armanda Vara foi avançada pelo Diário de Notícias.

Ver comentários
Saber mais Tiago Rodrigues Bastos José Sócrates Operação Marquês Armando Vara Bárbara Vara Paulo Lalanda de Castro
Mais lidas
Outras Notícias