Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pinho, Mexia e Manso Neto suspeitos de corrupção pela Odebrecht

Os gestores da EDP e o antigo ministro de Sócrates estão a ser investigados num processo autónomo relativo à construção da barragem do Baixo Sabor, em que a construtora brasileira terá pago luvas de 4,66 milhões de euros.

Adelino Oliveira/EDP
Negócios jng@negocios.pt 18 de Janeiro de 2021 às 09:13

O ex-ministro da Economia, Manuel Pinho, e os antigos gestores da EDP, António Mexia e João Manso Neto, estão a ser investigados por suspeitas de corrupção na adjudicação à Obebrecht da construção da barragem do Baixo Sabor.

 

A notícia é avançada pelo CM na edição desta segunda-feira, 18 de janeiro, explicando que o alegado pagamento de luvas por parte da construtora brasileiro começou a ser investigado num processo autónomo que foi apensado ao caso EDP em agosto do ano passado.

 

A obra desta barragem em Torre de Moncorvo foi adjudicada em 2007 pelo Governo socialista liderado por José Sócrates. A Odebrecht terá alegadamente pago luvas a uma pessoa ainda não identificada, com o nome de código "Príncipe", num valor total de 4,66 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais justiça manuel pinho antónio mexia manso neto josé sócrates obebrecht brasil energia
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio