Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PIB dos EUA cresce a um ritmo recorde de 33,1% no terceiro trimestre

A recuperação no terceiro trimestre superou as previsões dos economistas.

PIB dos EUA
Negócios jng@negocios.pt 29 de Outubro de 2020 às 13:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

Depois de no segundo trimestre ter sofrido a maior quebra em sete décadas, o produto interno bruto (PIB) dos EUA recuperou com força no terceiro trimestre, embora a tendência possa ser apenas temporária e a economia permaneça ainda abaixo dos níveis pré-pandemia.

 

Os dados preliminares revelados esta quinta-feira pelo Departamento do Comércio mostram que o PIB cresceu 7,4% no terceiro trimestre face aos três meses anteriores, o que se traduz num crescimento anualizado de 33,1%. No segundo trimestre o PIB tinha registado uma quebra anualizada de 31,4%.

O governo norte-americano privilegia a variação anualizada do PIB, ao contrário do que acontece na maioria dos restantes países, sobretudo na Europa. A evolução do crescimento económico em ritmo anualizado feita nos Estados Unidos compara o PIB ao do trimestre precedente e projeta a evolução para o ano inteiro.

 

Esta evolução surpreendeu positiva os economistas, que apontavam para um crescimento de 32%. Uma expetativa já bem mais forte do que a avançada há três meses, quando as estimativas dos economistas contactados pela Bloomberg apontavam para um crescimento a ritmo anual de apenas 18%.

A recuperação da economia no terceiro trimestre foi motivada pelo aumento dos gastos das famílias, que atingiu 40,7%, o que também representa um recorde. O investimento das empresas também cresceu a um ritmo forte.

Esta forte  recuperação na economia dos EUA deve-se sobretudo pelo facto de a comparação ser feita com o segundo trimestre, período em que o país esteve em confinamento. Com uma segunda vaga de covid-19 a afetar também os Estados Unidos, dificilmente o ritmo de recuperação da maior economia do mundo vai manter-se no quarto trimestre.

Além disso, apesar da recuperação, o PIB dos EUA está ainda 3,5% abaixo dos níveis registados antes da pandemia e os economistas adiantam que serão necessários para a recuperação dos estragos da pandemia ser total.

Os dados favoráveis do PIB, bem como a descida dos pedidos de subsídio de desemprego, estão a dar alento aos mercados, com os futuros sobre os índices norte-americanos a apontarem para uma abertura em alta de Wall Street.

Ver comentários
Saber mais PIB EUA
Outras Notícias