A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Escutas no caso hidrogénio apanham António Costa. Presidente do Supremo manda que sejam destruídas

O primeiro-ministro foi apanhado em escutas telefónicas com o ministro do Ambiente no caso do hidrogénio verde. O presidente do Supremo Tribunal de Justiça, António Piçarra, ordenou que fossem destruídas por considerar que não eram relevantes. O Ministério Público discorda.

Miguel A. Lopes
Negócios 22 de Janeiro de 2021 às 09:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 50
  • ...
As conversas telefónicas do primeiro-ministro, António Costa, com o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, terão sido apanhadas por escutas do Ministério Público. O objetivo era investigar o caso do hidrogénio verde, que também já levou a que o secretário de Estado-adjunto e da Energia, João Galamba, e o ministro da Economia, Siza Vieira, fossem alvo de escutas.

Segundo o jornal Expresso (acesso pago), o presidente do Supremo Tribunal de Justiça, António Piçarra, ordenou a destruição das duas escutas em que António Costa era interveniente por considerar que não eram relevantes.

No entanto, o Ministério Público discorda e já recorreu da decisão. Caberá agora a um juiz-conselheiro decidir se as provas serão destruídas ou se serão integradas no processo em curso.

A lei estipula que quaisquer escutas em que o chefe de Governo é interveniente têm de ser apreciadas pelo presidente do Supremo Tribunal de Justiça. Há também uma terceira escuta envolvendo António Costa sobre a qual António Piçarra ainda não se pronunciou.
Ver comentários
Saber mais Hidrogénio António Costa João Galamba Pedro Siza Vieira Escutas
Outras Notícias