Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wang Qishan: China e Estados Unidos "indispensáveis um ao outro"

O vice-presidente chinês, Wang Qishan, assegurou esta quarta-feira, em Davos, que a China e os Estados Unidos são "indispensáveis um ao outro", num momento em que as duas maiores potências económicas do mundo prosseguem negociações comerciais de elevado risco.

EPA
Lusa 23 de Janeiro de 2019 às 17:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Wang Qishan, que este ano lidera a delegação chinesa ao Fórum Económico Mundial, declarou que as duas primeiras economias mundiais "são indispensáveis uma à outra" e apelou a estabelecimento de uma relação "ganhador-ganhador".

 

"Qualquer confrontação é nefasta para os interesses das duas partes", considerou ainda.

 

Os mercados registaram na terça-feira uma atividade febril e relacionada com as discussões destinadas a pôr termo à guerra comercial. Em causa informações dos media, segundo as quais a administração norte-americana recusou promover esta semana, em Washington, reuniões com enviados chineses.

 

A Casa Branca desmentiu. E hoje, a agência Bloomberg publicava pelo contrário uma informação mais encorajante, ao anunciar que a China poderá adquirir até sete milhões de toneladas de trigo norte-americano.

 

O chefe da delegação de Pequim a Davos também considerou que o crescimento chinês, que em 2018 caiu para o nível mais baixo em quase 30 anos, não permanece menos "significativo", com 6,6%. E considerou que o número "não é de todo baixo".

 

Os sinais contraditórios em torno da conjuntura chinesa têm dominado parte considerável das discussões em Davos e onde até ao fim de semana, à semelhança do que sucede anualmente, se reúne a elite da economia e da finança mundial.

Ver comentários
Saber mais Qishan Davos China Casa Branca Washington
Mais lidas
Outras Notícias