Saúde Marcelo e ministra da Saúde mostram-se solidários com a luta dos enfermeiros

Marcelo e ministra da Saúde mostram-se solidários com a luta dos enfermeiros

Um grupo de enfermeiros entregou este sábado, no Porto, cravos brancos ao Presidente da República e à ministra da Saúde para os sensibilizar para as questões de uma carreira de enfermagem que alegam ser o "pilar" do Serviço Nacional de Saúde.
Marcelo e ministra da Saúde mostram-se solidários com a luta dos enfermeiros
Rodrigo Antunes/Lusa
Negócios com Lusa 23 de março de 2019 às 12:27

"Estamos cá hoje para conseguir sensibilizar o Presidente da República e a ministra da Saúde para as questões que afligem os enfermeiros enquanto profissão e enquanto pilar do Serviço Nacional de Saúde, no momento em que se discute a lei de Bases da Saúde e se aprecia, em audição pública, o diploma de carreira dos enfermeiros bem como os acordos coletivos de trabalho com a ministra da Saúde", explicou à agência Lusa Álvara Silva, enfermeira há 15 anos e a ganhar 1.201 euros com a "carreira congelada".

 

À entrada para a Conferência "O Sistema de Saúde para o Cidadão", que está a decorrer este sábado, 23 de março, na Reitoria da Universidade do Porto, a ministra da Saúde, Marta Temido, dirigiu-se ao grupo de enfermeiros e recebeu os cravos, mostrando-se solidária com a luta daquela classe trabalhadora.

 

"Gosto em ver-vos, embora com pena por ainda não termos conseguido fazer com que vocês consigam descansar", disse a ministra da Saúde, reiterando que o Governo está "ainda a trabalhar" e que "estão a tentar fazer o melhor possível".

 

Cinco minutos depois, chegou o Presidente da República que também recebeu os cravos brancos pela mão dos enfermeiros e prometeu falar com a ministra da Saúde depois de os ouvir reivindicar a magistratura de influência de Marcelo Rebelo de Sousa para que os ajudasse a proteger os diretos basilares dos enfermeiros.

 

"Eu conheço bem os vossos problemas [...]. Vou falar à senhora ministra e ao senhor primeiro-ministro".

 

Esta manhã, um grupo de lesados do BES/Novo Banco aguardou com tambores, campainhas e bandeiras negras a chegada do Presidente da República para pedir que ele intercedesse no sentido de recuperarem "as poupanças de uma vida".

 

O Presidente da República participa hoje, na Reitoria da Universidade do Porto, na conferência "O Sistema de Saúde para o Cidadão", na qual também participa a ministra da Saúde, Marta Temido.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI