Agricultura e Pescas Presidente da Unac: Ordenamento florestal foi feito com base "num país que já não existe"

Presidente da Unac: Ordenamento florestal foi feito com base "num país que já não existe"

António Gonçalves Ferreira, presidente da Unac, diz que os planos regionais de ordenamento florestal foram feitos com informação deactualizada, recolhida em 2005.
A carregar o vídeo ...
Celso Filipe Rosário Lira 04 de novembro de 2018 às 12:00

Os planos regionais de ordenamento da floresta, os chamados PROF, foram feitos com base em informação desactualizada. A denúncia é feita pelo presidente da União da Floresta Mediterrânica (UNAC), António Gonçalves Ferreira.

Na Conversa Capital, espaço de entrevista conjunto entre o Negócios e a Antena 1, António Gonçalves Ferreira diz que os PFROF foram concebidos tendo por base informação recolhida em 2005, o seja, informação desactualizada que não corresponde à realidade actual do território. "Trata-se de uma fotografia do país que já não existe", frisa.

A situação é ainda mais estranha, na medida em que existe um inventário florestal datado de 2015. "O inventário florestal de 2015 está feito mas não está versado nos PROF e nós vamos inscrever nos PDM, que são o instrumento de gestão com que autarquias, produtores florestais e investidores vão ser confrontados, um planeamento que foi pensado e transcrito em documento de ordenamento com base numa realidade completamente diferente", avisa António Gonçalves Ferreira.

A entrevista ao presidente da UNAC pode ser lida, na íntegra, segunda-feira, 5 de Novembro, na versão premium do Negócios online e na edição impressa do jornal.  




Marketing Automation certified by E-GOI