Ford pondera eliminar 24 mil postos de trabalho na Europa

A Ford está a elaborar um plano de recuperação das operações na Europa. Entre as medidas estará a redução de 12% da força laboral neste mercado, avançou o Sunday Times.
Jeff Kowalsky / Bloomberg
pub
Negócios 02 de setembro de 2018 às 18:24

A Ford Motor poderá eliminar 24 mil postos de trabalho na Europa, bem como parar de produzir modelos como o Mondeo, revela o jornal Sunday Times. A publicação explica que estas medidas estão a ser ponderadas no âmbito de um plano de recuperação das operações na Europa.

A Ford perdeu 73 milhões de dólares com as operações na Europa, entre Abril de Junho, de acordo com os últimos resultados conhecidos. A contribuir para estes resultados tem estado a redução da procura de carros a gasóleo, nem como uma oferta fraca, salienta o jornal. Além deste contexto, a Ford está ainda preocupada com a incerteza gerada pelo Brexit e possíveis novas tarifas aplicadas sobre as vendas de carros.  

O Morgan Stanley prevê que a Ford elimine 12% da sua força laboral, que ascende a 202 mil trabalhadores. Sendo que a redução deverá ser realizada especialmente nas operações europeias. O Sunday Times adianta que a Ford tem 12 mil trabalhadores no Reino Unido.

O mesmo jornal diz que a Ford está a pensar acabar com a produção dos modelos Mondeo, Galaxy e S-Max, segundo fontes próximas do processo.

A Ford está a realizar várias mudanças nas suas operações. Ainda na sexta-feira, anunciou que carregou no travão nas importações de carros que estão a ser montados na sua fábrica na China. Em causa estão as tarifas que Donald Trump já impôs aos bens chineses, na ordem dos 50 mil milhões de dólares, mais os 200 mil milhões de dólares que devem chegar ao terreno na próxima semana.

pub

pub