Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

ActivoBank “disponível para colaborar” na investigação a procurador

O ActivoBank “está disponível para colaborar” com a justiça na investigação que tem como alvo principal Orlando Figueira. O banco esclarece que o procurador da República suspeito de corrupção é seu consultor externo.

Miguel Baltazar
Maria João Gago mjgago@negocios.pt 23 de Fevereiro de 2016 às 18:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

"O ActivoBank está disponível, como sempre, para colaborar com as autoridades competentes" no caso que investiga suspeitas de corrupção no exercício de funções de magistrado por parte do procurador da República Orlando Figueira, adiantou a instituição controlada pelo BCP, numa nota enviada ao Negócios.

 

A posição do banco electrónico surge na sequência das notícias sobre as buscas realizadas ao ActivoBank, de que Orlando Figueira é consultor. A instituição fez questão de sublinhar que "o referido alvo da investigação não é quadro do banco mas sim um consultor externo que fornece serviços esporádicos de consultoria jurídica".

 

De acordo com os dados profissionais do procurador da República que constam da página de internet da sociedade de advogados BAS, de cuja equipa faz parte, Orlando Figueira é assessor jurídico da administração do ActivoBank desde 2014.

 

Antes de colaborar com o banco electrónico, o magistrado tinha sido consultor de "compliance" do BCP, cargo que desempenhou desde 2012, depois de ter pedido uma licença sem vencimento da Procuradoria-Geral da República.

 

Orlando Figueira foi detido esta terça-feira, 23 de Fevereiro, na sequência da operação "Fizz", relacionada com suspeitas da "prática dos crimes de corrupção passiva na forma agravada, corrupção activa na forma agravada, branqueamento e falsidade informática".
Ver comentários
Saber mais ActivoBank BCP Orlando Figueira corrupção Fizz
Outras Notícias