Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca portuguesa dificulta abertura de conta a russos e bielorussos

Há queixas a chegarem ao Banco de Portugal relativas à Caixa Geral de Depósitos, BCP ou Novo Banco, apesar do supervisor liderado por Mário Centeno ainda não ter divulgado dados das denúncias.

Reguladores podem alargar definição de bancos "grandes demais para falir"
Negócios jng@negocios.pt 27 de Maio de 2022 às 08:14
Os bancos em Portugal estarão a dificultar a abertura de contas a cidadãos russos e bielorrussos, segundo avança esta sexta-feira o jornal Expresso. Há queixas a chegarem ao Banco de Portugal relativas à Caixa Geral de Depósitos, BCP ou Novo Banco, apesar do supervisor liderado por Mário Centeno ainda não ter divulgado dados das denúncias.

Por causa das sanções relacionadas com a invasão da Rússia à Ucrânia, há um controlo mais apertado da relação comercial entre bancos e cidadãos russos e bielorussos. As instituições financeiras têm de avaliar quem se o cliente está a tentar transferir recursos que sejam alvo de sanção, por exemplo. No entanto, as queixas dizem respeito a casos em que foram levantadas questões que não existiam antes da guerra, como diferenças no alfabeto.

O Banco de Portugal esclareceu ao Expressão que, excluindo as sanções, "o quadro legal em vigor não prevê uma proibição generalizada do estabelecimento de relações de negócio ou da realização de operações em que intervenham pessoas com nacionalidade ou residência russa". Contactados pelo semanário, os bancos rejeitam a acusação de discriminação por nacionalidade.
Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio