Banca & Finanças Banco de Portugal aplicou coimas de 273 mil euros no segundo trimestre

Banco de Portugal aplicou coimas de 273 mil euros no segundo trimestre

A autoridade liderada por Carlos Costa tomou decisão em 39 processos, a maioria dos quais relativos a infracções de natureza comportamental,
Banco de Portugal aplicou coimas de 273 mil euros no segundo trimestre
Negócios 19 de julho de 2018 às 10:54

Entre Abril e Junho deste ano, o Banco de Portugal instaurou 34 processos de contra-ordenação e decidiu 39, revela a instituição esta quinta-feira, 19 de Julho, no seu relatório de actividade sancionatória.

No contexto destas decisões, a entidade liderada por Carlos Costa aplicou 18 admoestações e coimas que totalizaram 273.250 euros. Este valor compara com as coimas de 694.500 euros aplicadas nos três meses anteriores e de quase 1 milhão e meio de euros no mesmo período do ano passado.

Dos 39 processos decididos, 25 respeitam a infracções de natureza comportamental, 10 a infracções de natureza prudencial, dois a infracções a deveres relativos à prevenção do branqueamento de capitais e do financiamento do terrorismo, um a actividade financeira ilícita e outro a infracções às regras em matéria de recirculação de numerário.

No primeiro trimestre do ano, foram decididos 30 processos, a maioria dos quais respeitantes a infracções de natureza comportamental e a infracções a deveres relativos à prevenção do branqueamento de capitais e do financiamento do terrorismo.




Marketing Automation certified by E-GOI