Banca & Finanças Banco de Portugal emite moedas alusivas a Fátima no valor de 375 mil euros

Banco de Portugal emite moedas alusivas a Fátima no valor de 375 mil euros

São três as moedas de colecção que a autoridade monetária colocará a circular na sexta-feira. Siza Viera, Madeira e Aparições são os temas. As duas primeiras serão em liga de prata, a última em cuproníquel.
Banco de Portugal emite moedas alusivas a Fátima no valor de 375 mil euros
Diogo Cavaleiro 03 de maio de 2017 às 16:24

O Banco de Portugal vai colocar em circulação, a partir da próxima sexta-feira 5 de Maio, três moedas de colecção, sendo que uma delas é alusiva ao centenário das aparições de Fátima.

 

No caso da moeda intitulada "100 anos das Aparições de Fátima", serão emitidos 150.000 exemplares, cada uma com um valor facial de 2,50 euros. Ao todo, a emissão da moeda em liga de cuproníquel (liga de cobre e níquel) está avaliada em 375 mil euros.

 

No reverso, esta moeda terá "a imagem da Virgem, tal como José Thedim a concebeu, com o rosário, a azinheira e a coroa, figurando na base a indicação do autor".

 

A emissão de moeda alusiva a Fátima não é a única colocada em circulação na sexta-feira, cuja distribuição está a cargo das instituições de crédito e das tesourarias do Banco de Portugal. Há duas outras emissões que serão integradas, cada uma, em séries já em vigor.

 

Haverá 60.000 moedas em liga de prata, com um valor facial de 7,50 euros, designada "Siza Vieira", que é integrada na série Arquitectura Portuguesa. O símbolo utilizado é a entrada da igreja de Santa Maria, em Marco de Canavezes, cujo projecto é do arquitecto que dá nome à emissão.

 

A outra emissão diz respeito à série Maravilhas da Natureza, sendo sobre a Madeira. O limite desta emissão é 60.000 moedas, em liga de prata, e igualmente com um valor facial de 7,50 euros.

 

Estas moedas têm poder liberatório, o que quer dizer que, como explica o Banco de Portugal, têm a "capacidade para solver débitos e, de modo geral, realizar pagamentos" mas, no entanto, apenas em Portugal.

 

As características destas moedas foram autorizadas em Abril deste ano, pelo secretário de Estado do Tesouro, Álvaro Novo. A Imprensa Nacional – Casa da Moeda pode, segundo a autorização do governante, cunhar até 5.000 unidades em prata com acabamento especial e 2.500 exemplares em ouro igualmente com acabamento especial para coleccionador.




Marketing Automation certified by E-GOI