Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Deutsche Bank obrigado a divulgar informação sobre Trump

O maior banco alemão recebeu uma intimação de Robert Mueller, o procurador especial que está a investigar a interferência russa nas eleições norte-americanas.

reuters
Negócios jng@negocios.pt 05 de Dezembro de 2017 às 10:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Bloomberg escreve esta terça-feira, 5 de Dezembro, citando uma fonte anónima, que o Deutsche Bank recebeu há algumas semanas uma intimação que o obriga a divulgar as suas relações comerciais com o Presidente dos Estados Unidos e a sua família.

 

A notícia chega numa altura em que a investigação especial de Robert Mueller parece estar a acelerar, com o antigo conselheiro de Trump, Michael Flynn, a declarar-se culpado de mentir ao FBI, tornando-se na quarta pessoa próxima do milionário a ser apanhada na investigação. Uma assunção de culpa que poderá ser também um sinal de que está a colaborar com o FBI, dando informações sobre a relação da campanha de Trump com Moscovo.

 

A Bloomberg explica que Trump devia cerca de 300 milhões de euros ao Deutsche Bank. Uma dívida relacionada com negócios na área do imobiliário. Antes de ser eleito, congressistas questionaram o banco sobre a existência de alguma garantia russa a esses créditos. Um pedido de informação que o banco rejeitou, considerando-o ilegal.

Esta é apenas a última de muitas polémicas que envolvem a instituição financeira alemã. Recorde-se que no início deste ano, o Deutsche Bank foi multado 630 milhões de dólares por um esquema de lavagem de dinheiro russo por onde passaram 10 mil milhões de dólares. Semanas antes tinha chegado a acordo com o governo norte-americano para pagar 7,2 mil milhões de dólares relacionados com a venda activos imobiliários tóxicos e, em 2015, aceitou pagar outros 2,5 mil milhões por manipulação de taxas de juro.

Ver comentários
Saber mais deutsche bank banca alemanha berlim banco trump donald trump mueller investigação
Outras Notícias