Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

FBI lança nova investigação ao Deutsche Bank nos Estados Unidos

A forma como o Deutsche Bank lidou com a sinalização de transações suspeitas está sob o escrutínio do FBI, avança o New York Times.

Deutsche Bank
reuters
Negócios jng@negocios.pt 20 de Junho de 2019 às 10:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As autoridades federais norte-americanas estão a investigar se o Deutsche Bank terá respeitado as leis que servem de travão ao branqueamento de capitais, perante suspeitas de falhas na conduta da instituição, confirmaram sete fontes ligadas ao processo em declarações ao New York Times.

A investigação debruça-se sobre a forma como o Deutsche Bank lidou com relatórios de atividade suspeita preparados pelos respetivos funcionários, e que contemplavam transações potencialmente problemáticas. Algumas destas estarão ligadas ao genro de Trump e seu conselheiro, Jared Kushner, de acordo com pessoas próximas do banco.

Esta investigação acumula com outros exames da parte do governo sobre como fundos ilícitos têm dado entrada no sistema financeiro americano. Muitos outros bancos estão também a ser investigados.

Brian McCafferty, o advogado de uma das vozes denunciantes dentro do banco, Tammy McFadden, confirmou à Bloomberg que foi contactado recentemente pelo FBI.  

McFadden, que trabalhava no departamento anti-branqueamento de capitais do banco, afirmou que denunciou transações que envolviam a família de Kushner em 2016 mas que os gestores decidiram não registar o relatório que esta elaborou. Relata ainda que experiências semelhantes vividas por colegas um ano depois, referentes a entidades legais relacionadas com Trump. Não é, contudo, claro se o FBI estará a debruçar-se sobre estas denúncias em específico.

Ver comentários
Saber mais Deutsche Bank Bloomberg Tammy McFadden Trump Jared Kushner Brian McCafferty FBI economia negócios e finanças crime lei e justiça
Mais lidas
Outras Notícias