Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jardim Gonçalves perde grande parte da pensão milionária do BCP

O Tribunal da Relação de Lisboa decidiu a favor do BCP e contrariou a decisão que tinha mantido inalteradas as condições da reforma do antigo presidente do banco, que ascendiam a 175 mil euros. Jardim Gonçalves fica sem direito a reembolso de regalias.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios jng@negocios.pt 10 de Março de 2020 às 09:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 44
  • ...
O BCP vai deixar de pagar a Jorge Jardim Gonçalves dois terços da pensão mensal de 175 mil euros, por decisão do Tribunal da Relação, que deliberou ainda a devolução ao banco, pelo ex-presidente, dos montantes atribuídos desde 2008, quando houve ajustamentos salariais na comissão executiva, escreve o jornal Público, na sua edição desta terça-feira, 10 de março.

O Tribunal da Relação de Lisboa deu, assim, "luz verde" a um recurso apresentado pelo BCP, que se opunha a uma decisão do Tribunal de Sintra, que em maio de 2018 aceitou o pedido de Jardim Gonçalves para continuar a receber uma pensão mensal milionária, que incluía complementos de reforma e seguros. 

Ver comentários
Saber mais Jorge Jardim Gonçalves BCP Tribunal da Relação de Lisboa economia negócios e finanças serviços financeiros banca
Mais lidas
Outras Notícias