Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros da CGD sobem para 294 milhões de euros no semestre

O banco liderado por Paulo Macedo tinha obtido lucros de 249 milhões de euros no mesmo período do ano passado.

Rita Atalaia ritaatalaia@negocios.pt 30 de Julho de 2021 às 16:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...
Os lucros da Caixa Geral de Depósitos (CGD) subiram para 294,2 milhões de euros, depois de o banco estatal ter obtido 249 milhões de euros no mesmo período do ano passado. Ou seja, os resultados do banco estatal cresceram perto de 18% ao longo deste período.

"O resultado líquido inclui ainda um resultado extraordinário de 44,3 milhões de euros (depois de impostos) decorrentes da reavaliação das responsabilidades com benefícios pós-emprego e provisões para o programa de pré-reformas. Deste modo, o resultado líquido corrente foi de 250 milhões de euros o que corresponde a um aumento de 26,2% face ao resultado corrente do primeiro semestre de 2020", pode ler-se no comunicado divulgado na CMVM.

Neste período, a margem financeira diminuiu 43,6 milhões de euros, face ao mesmo período do ano anterior, "afetada, em especial, pela queda das taxas de juro no mercado, com reflexo direto nos indexantes da carteira, bem como pela baixa generalizada dos spreads nas novas operações, fruto da competitividade do mercado", de acordo com o banco. 

Quanto às comissões líquidas, foi registado um aumento de 24,7 milhões de euros face ao período homólogo. Segundo a Caixa, este aumento "está sobretudo suportado nas comissões associadas à colocação de fundos de investimento e seguros financeiros, com um crescimento expressivo de 16 milhões de euros (+29%) e, em menor grau, pelo dinamismo na nova concessão de crédito".

A imparidade de crédito registou 90,2 milhões de euros, no final de semestre, um reforço face aos 59,7 milhões de euros registados no trimestre anterior, e que, líquida de recuperações, se traduziu num custo de risco de crédito de 19 pontos base.

Os custos de estrutura totalizaram, em base recorrente, 400 milhões de euros, uma queda de 1,5% face ao período homólogo de 2020.

Novos créditos de casa sobem 65%
Os depósitos de clientes aumentaram 4,5 mil milhões de euros (+6,3%) no primeiro semestre de 2021, "evolução essencialmente justificada pela captação da CGD Portugal, impulsionado pelo aumento da taxa de poupança das famílias e demonstrando a confiança e vinculação dos clientes na Caixa", explica a Caixa.

Já o "stock" de crédito a empresas em Portugal (excluindo os sectores de construção e imobiliário, onde se concentra a redução de NPL) cresceu 5,4%.

No crédito à habitação e face ao primeiro semestre de 2020, o crescimento em termos de nova produção foi de 65% no montante concedido, "resultando na liderança do mercado com uma quota de nova produção de 24,4%, até maio de 2021". 

Neste período, o rácio de crédito malparado recuou para 3,2%.

(Notícia em atualização.)
Ver comentários
Saber mais CGD Paulo Macedo
Outras Notícias