Banca & Finanças Mourinho Félix: Solução para o malparado deve avançar no "início do ano"

Mourinho Félix: Solução para o malparado deve avançar no "início do ano"

A plataforma de gestão do malparado dos bancos deve estar a funcionar "no início do próximo ano", espera o secretário de Estado das Finanças. O banco de fomento pode canalizar fundos do BEI e do BERD para as empresas com dívidas em incumprimento mas que são viáveis.
Mourinho Félix: Solução para o malparado deve avançar no "início do ano"
Miguel Baltazar/Negócios
Maria João Gago 11 de setembro de 2017 às 17:14

O agrupamento complementar de empresas (ACE) que os três maiores bancos estão a constituir para fazer a gestão integrado do crédito malparado comum a estas instituições deve estar a funcional "no início do próximo ano", acredita o secretariado Estado das Finanças.

 

A plataforma de gestão do malparado está a ser ultimada pela Caixa Geral de Depósitos, BCP e Novo Banco que ainda têm de operacionalizar esta solução, com a escolha dos seus representantes na gestão do ACE, a contratação de consultores financeiros e jurídicos, bem como a formação de quadros que vão trabalhar neste projecto, exemplificou Ricardo Mourinho Félix.

 

Sobre o papel da Instituição Financeira de Desenvolvimento, conhecida como banco de fomento, o governante refere que esta entidade pode ajudar a "financiar as empresas, juntando fundos vindos do Banco Europeu de Investimento ou do Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento com recursos de investidores privados. Isso permitirá às empresas viáveis obterem financiamentos com custos relativamente baixos".

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI