Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Santander prometeu a lesados do Banif solução em quatro semanas

A garantia terá sido dada na reunião que decorreu na última sexta-feira e que correspondeu à primeira ronda de negociações com o Santander Totta, que comprou a actividade bancária do Banif.

Lusa 17 de Maio de 2016 às 13:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O presidente da Associação de Lesados do Banif (ALBOA), Jacinto Silva, adiantou esta terça-feira, 17 de Maio, no Parlamento que o Santander Totta disse à associação que vai apresentar um conjunto de medidas que possam ser uma solução para os obrigacionistas subordinados.

"O banco disse-nos que nas próximas quatro semanas irá apresentar um conjunto de medidas que iremos analisar de forma rápida. Agora só estamos a aguardar", disse Jacinto Silva, à margem da comissão parlamentar de inquérito ao Banif, onde foi ouvido.

A garantia terá sido dada na reunião que decorreu na última sexta-feira e que correspondeu à primeira ronda de negociações com o Santander Totta, que comprou a actividade bancária do Banif.

A ALBOA está em negociações com o Santander Totta para encontrar uma solução para os obrigacionistas subordinados do Banif, que ficaram no 'banco mau', que lhes permita recuperar o dinheiro investido.

Em causa estão 263 milhões de euros, não se sabendo ainda que valor poderá ser recuperado. As obrigações subordinadas são as últimas a serem pagas no caso de falência das entidades emitentes desses títulos de dívida.

A 20 de Dezembro do ano passado, o Governo e o Banco de Portugal anunciaram a resolução do Banif com a venda da actividade bancária ao Santander Totta, por 150 milhões de euros, e a criação da sociedade-veículo Oitante para a qual foram transferidos os activos que o Totta não quis comprar.

O Banif S.A. ficou unicamente com as posições dos accionistas e dos obrigacionistas subordinados. Neste 'banco mau' - à semelhança do BES "mau" -ficaram ainda as operações que o banco tinha no Brasil e em Cabo Verde.

A Associação de Lesados do Banif trabalha ainda com clientes que investiram dinheiro em obrigações Rentipar (dos herdeiros do fundador do Banif, Horário Roque] e em ações Banif, a quem garante que "continuará a prestar assistência técnica e jurídica".
Ver comentários
Saber mais Santander Totta Banif Governo Banco de Portugal economia negócios e finanças serviços financeiros banca lesados
Mais lidas
Outras Notícias