Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

SIBS deixa cair compra da Redunicre com dúvidas da Concorrência

Numa altura em que a sua estrutura accionista está prestes a mudar, a SIBS abandonou a aquisição da Redunicre. A Autoridade da Concorrência estava preparada para chumbar a operação.

Correio da Manhã
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 14 de Julho de 2017 às 15:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A SIBS, que gere a rede Multibanco, abandonou a compra da Redunicre. A operação caiu dez meses depois de ser anunciada, período que foi marcado pelas dúvidas que a Autoridade da Concorrência foi tendo sobre o negócio. Havia já um projecto de decisão que se opunha à transacção. 

 

Foi em Setembro do ano passado que o grupo SIBS, liderado por Madalena Cascais Tomé, avançou para a compra do negócio de aceitação de pagamento com cartão da Unicre, a Redunicre. Agora, a operação caiu, segundo avançou o jornal Expresso e confirmou o Negócios.

 

Em Maio, o Negócios tinha já dado conta que a Autoridade da Concorrência poderia vir a chumbar a aquisição da Redunicre pela SIBS, devido a eventuais entraves à concorrência no negócio de aceitação de cartões de pagamento nas lojas comerciais. Foi em Dezembro que a entidade presidida por Margarida Matos Rosa decidiu avançar para a investigação aprofundada, o passo em que faz uma análise mais extensa dos negócios anunciados.

 

"Subsistem indícios de que a operação possa resultar em entraves significativos à concorrência efectiva no mercado, em particular no que diz respeito à actividade de prestação de serviços de aceitação de cartões de pagamento em TPA (Terminal de Pagamento Automático) disponível nas lojas", justificava a entidade.

Oposição já estava prevista

 

Na SIBS, havia ideia de que não estava a ser possível mostrar os méritos da operação à Concorrência. Aliás, havia já um projecto de decisão de oposição ao negócio. Assim, a gestora do Multibanco deixou cair a transacção antes de a ver bloqueada.

 

A SIBS sempre foi deixando a ideia de que poderia vir a continuar a tentar entrar no negócio de aceitação de cartões de crédito. Uma das opções poderia ser desenvolver uma actividade própria: além de processar as transacções com o Multibanco, a SIBS quer avançar para a aceitação de pagamentos com cartões. "Está neste contexto a avaliar alternativas para o desenvolvimento do seu negócio, para ser capaz de acompanhar os melhores padrões de eficiência, e continuar a destacar-se em inovação", diz o comunicado da SIBS. 

Para a gestora, "com esta integração, a SIBS visa obter uma vantagem fundamental para a cadeia de valor das soluções de pagamento oferecidas pela empresa, que todos os seus grandes concorrentes europeus já detêm, e assim ficar habilitada a concorrer no espaço europeu e global, numa atividade onde a escala é fundamental".

"A SIBS considerou a actuação e exigências da Autoridade desproporcionadas face à sua própria prática em processos anteriores, e à prática das Autoridades congéneres em operações semelhantes, tendo optado por retirar da Autoridade da Concorrência o seu processo de aquisição da Redunicre", indica o comunicado enviado pela empresa. 

 

(Notícia actualizada com mais informações às 15:53)

Ver comentários
Saber mais SIBS Redunicre Madalena Cascais Tomé Autoridade da Concorrência
Outras Notícias