Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Turismo vale 20% das vendas nos outlets de Vila do Conde e Alcochete

Brasil, França, Angola, Espanha e China são as principais origens dos visitantes e compradores estrangeiros nos dois ativos nacionais detidos pelo grupo Via Outlets, que bateram um novo recorde de receitas em 2019.

A remodelação do Freeport, concluída em novembro de 2017, envolveu um investimento de 20 milhões de euros. DR
António Larguesa alarguesa@negocios.pt 27 de Fevereiro de 2020 às 11:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Mais de 20% das compras registadas em 2019 nos centros outlet de Vila do Conde e de Alcochete (Freeport) foram feitas por turistas com origem em mais de uma centena de países, com destaque para os brasileiros, franceses, angolanos, espanhóis e chineses.

 

Nos dois ativos nacionais pertencentes ao grupo Via Outlets, o turismo de compras é apontado como "vetor estratégico", tendo contribuído no ano passado para o crescimento no número de visitantes e no volume de vendas, que atingiu um valor máximo, não revelado, pelo terceiro ano consecutivo.

 

No Vila do Conde Porto Fashion Outlet, comprado à espanhola Neinver em março de 2017, passaram cinco milhões de pessoas e a faturação dos lojistas aumentou 7%. Adidas, Adolfo Dominguez, Hackett e Scalpers estão entre as oito marcas que entraram neste centro, que iniciou obras de remodelação em setembro, num investimento de 13 milhões de euros.

 

Já o Freeport Lisboa Fashion Outlet, que a sociedade adquiriu em 2014 e onde completou em 2017 um investimento mais caro e profundo (envolveu demolições e reconstrução), a rondar 20 milhões de euros, registou 14 novas insígnias e recebeu 3,2 milhões de visitantes em 2019. "Reflexo [desse] projeto de remodelação e reposicionamento", a faturação subiu 20%, segundo a nota de imprensa divulgada esta quinta-feira, 27 de fevereiro.

 

Constituído em 2013 para o mercado europeu com o plano de adquirir outlets já existentes, o Via Outlets é um fundo que tem como principais investidores a gestora de ativos britânica Hammerson e a APG, uma sociedade holandesa gestora de fundos de pensões, apresentada como um dos maiores investidores mundiais no setor do imobiliário. Nos primeiros cinco anos conseguiu a propriedade e gestão de 11 centros deste género em nove países.

Ver comentários
Saber mais comércio outlet vila do conde alcochete freeport turismo brasil frança angola espanha china
Mais lidas
Outras Notícias