Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas da H&M subiram 15% em Portugal

O grupo de moda sueco registou o seu maior lucro de sempre em 2015, superando os 2 mil milhões de euros. Abriu 413 lojas e no mercado nacional lançou as vendas online.

Bloomberg
Ana Serafim anaserafim@negocios.pt 28 de Janeiro de 2016 às 13:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As vendas da Hennes & Mauritz (H&M) em Portugal subiram 15% no último exercício – entre 1 de Dezembro de 2014 e 30 de Novembro de 2015 -, totalizando 1,276 mil milhões de coroas suecas (137,5 milhões de euros), com IVA.

Em euros, ou seja, excluindo o efeito cambial, o aumento foi de 12%. E equivalente a mais 19 milhões de euros.

A retalhista sueca conta com 30 pontos de venda em território nacional, das insígnias H&M e COS. No ano passado não houve qualquer abertura, mas o grupo lançou em Portugal a sua loja online. No último trimestre (de 1 de Setembro a 30 de Novembro), o mercado português registou um volume de negócios de 321 milhões de coroas suecas (34,6 milhões de euros euros), mais 6% (em coroas) do que no mesmo período do ano anterior.

Nos resultados anuais, divulgados esta quinta-feira, 28 de Janeiro, a cadeia especializada em moda contabiliza vendas de 210 mil milhões de coroas suecas (22,6 mil milhões de euros), com IVA, um crescimento de 19% (em coroas). E indica que lucrou mais 5%, com o resultado líquido a ficar perto dos 20,9 mil milhões de coroas suecas (2,25 mil milhões de euros).

"O ano 2015 foi de forte expansão para o grupo H&M", afirma o presidente executivo, Karl-Johan Persson, no comunicado sobre os resultados anuais. "Abrimos 413 novas lojas, 249 das quais no quarto trimestre, bem como dez novos mercados online. Estabelecemo-nos com sucesso em novas geografias como Índia, África do Sul, Peru, Taiwan e Macau", detalha.

"O lucro anual depois de impostos subiu para os 20,9 mil milhões de coroas suecas, o que é o nosso mais alto resultado até agora, apesar do facto de a elevada taxa de câmbio do dólar ter encarecido as nossas compras".

O grupo H&M, que inclui as insígnias H&M, H&M Home, COS, & Other Stories, Weekday, Monki e Cheap Monday fechou o exercício de 2015 com 3.925 lojas, em 61 geografias, gerando 16 mil postos de trabalho. No total, a companhia sueca emprega 148 mil pessoas.

Este ano, há planos para inaugurar mais 425 lojas e entrar na Nova Zelândia, Chipre e Porto Rico. E disponibilizar compras online em mais nove países, além dos 23 que já tem.

Ver comentários
Saber mais Hennes & Mauritz H&M Portugal comércio moda retalho resultados anuais
Mais lidas
Outras Notícias