Desporto Sporting favorito no dérbi que pode valer 42,5 milhões ao Benfica

Sporting favorito no dérbi que pode valer 42,5 milhões ao Benfica

As casas de apostas coincidem ao atribuir favoritismo ao Sporting no dérbi deste sábado, em Alvalade. Em jogo está o segundo lugar no campeonato, o último que dá acesso à próxima edição da Liga dos Campeões. Para o Sporting estão em jogo 24,9 milhões de euros e para o Benfica 42,5 milhões.
Sporting favorito no dérbi que pode valer 42,5 milhões ao Benfica
Lusa
David Santiago 05 de maio de 2018 às 10:00

O Sporting CP é o favorito a vencer o dérbi desta noite, mas o SL Benfica é o clube que mais tem a perder se não vencer. Só o segundo classificado terá lugar na próxima edição da Liga dos Campeões.

Por partes. As casas de apostas coincidem ao considerar que os leões são a equipa favorita a vencer o clássico que tem lugar este sábado, em Alvalade. As "odds" (equivalente ao retorno de cada aposta em função da probabilidade de se verificar determinado resultado) atribuídas pelo Placard (2,05) e pela Nossa Aposta (2,25) mostram que a equipa orientada por Jorge Jesus é a clara favorita à vitória.

 

Quanto mais alta for a cota atribuída a determinado resultado, menor é a probabilidade considerada de que tal desfecho aconteça. O desfecho antecipado como menos provável é uma vitória do Benfica (Placard: 3,27 ; Nossa Aposta: 3,60), enquanto as "odds" atribuídas ao empate são de 3,15 (Placard) e 3,40 (Nossa Aposta). 

 

Levando em conta o exemplo do Placard, uma vitória do Sporting garante 2,05 euros por cada euro apostado, o que representa um retorno líquido de 1,05 euros. Já uma vitória das águias assegura 3,27 euros por cada euro apostado, garantindo um retorno líquido de 2,27 euros.

 

O resultado final será determinante para definir quem ficará no segundo lugar da classificação da Primeira Liga, isto assumindo como certo que o FC Porto será o campeão nacional desta época (os dragões precisam apenas conquistar um ponto nas duas últimas jornadas para serem aritmeticamente campeões).

 

A segunda posição assume particular importância porque apenas os dois primeiros classificados poderão marcar presença na Liga dos Campeões na época 2018-19 (o primeiro tem acesso directo enquanto o segundo terá, porém, de disputar uma pré-eliminatória e um playoff para marcar presença na fase de grupos da prova milionária).

Novas regras da UEFA dão mais dinheiro a ganhar

 

Se o Benfica garantir o segundo lugar e for à Liga dos Campeões (assumindo que chega à fase de grupos) tem garantidos 42,5 milhões de euros. No caso de ser o Sporting a chegar à "Champions", entram nos cofres dos leões 24,9 milhões de euros.

 

Ao contrário das épocas anteriores, em que todos os clubes recebiam o mesmo montante por acederem à fase de grupos da Liga dos Campeões, na próxima época entram em vigor as novas regras da UEFA que atribuem maiores prémios e beneficiam os clubes melhor classificados no ranking.

 

Assim, as 32 equipas com presença na "Champions" são ordenadas com base no coeficiente de cada clube no ranking da UEFA ao longo dos últimos 10 anos. Ao montante fixo de 15 milhões de euros atribuído a cada equipa soma-se um valor variável em função da classificação (o primeiro classificado garante 32x1,1 milhões de euros, o segundo no ranking obtém 31x1,1 milhões e por aí adiante até chegar ao 32.º melhor classificado que recebe apenas um bónus de 1,1 milhões de euros).

 

Nesta altura é impossível fazer cálculos finais porque, nos diversos campeonatos nacionais, há ainda várias posições que garantem acesso à Liga dos Campeões por definir. O Negócios utilizou como base de cálculo um ranking em que são excluídos os clubes que, com a pontuação actual, ficariam afastados da prova milionária.

 

Desta forma, o Benfica apesar de surgir em 10.º no coeficiente dos clubes europeus a 10 anos ficaria em 8.º, dada a exclusão de dois clubes ingleses melhor posicionados no ranking da UEFA (Chelsea e Arsenal). Se assim for, as águias têm garantidos 42,5 milhões de euros.

Mais difíceis são os cálculos relativos ao Sporting, que surge em 34.º no ranking. Contudo, assumindo a não participação na "Champions" de 10 equipas que nesta altura ficariam fora da prova, o Sporting sobe para a 24.ª posição, assegurando então um total de 24,9 milhões de euros.

 

A título de exemplo, o FC Porto, que está classificado em 8.º no ranking, subiria apenas um lugar para a 7.ª posição (dada a exclusão do Chelsea), recebendo um montante de 43,6 milhões de euros.




pub