Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Assassinato de Bhutto provoca fortes perdas na bolsa do Paquistão

As acções e a moeda do Paquistão estão a registar fortes desvalorizações, no primeiro dia de negociação após a morte da antiga primeira-ministra Benazir Bhutto.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 31 de Dezembro de 2007 às 09:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções e a moeda do Paquistão estão a registar fortes desvalorizações, no primeiro dia de negociação após a morte da antiga primeira-ministra Benazir Bhutto.

Os investidores estão a reagir à instabilidade que a morte de Bhutto provocou no país asiático, que atravessa agora uma grave crise politica.

O Karachi Stock Índex (KSE), desce mais de 4%, registando a desvalorização mais acentuada desde Junho de 2006. Nenhuma das 100 acções que integram este índice fechou em alta.

As desvalorizações foram lideradas pela Oil & Gás Development, a maior petrolífera do país, e pelo MCB Bank, o maior manco, que registaram a queda máxima permitida numa única sessão (5%).

Ainda assim, no acumulado do ano, o KSE está a subir mais de 40%. Nos últimos seis anos acumula uma valorização de 176%.

A bolsa do Paquistão encerrou por vários dias, no seguimento da morte de Bhutto, a 27 de Dezembro, que provocou fortes tumultos no país.

Ver comentários
Outras Notícias