Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estado injectou 65 milhões de euros na dona do Alqueva em 2017

A empresa realizou quatro aumentos de capital subscritos pelo Estado em 2017, o último dos quais em Dezembro, no valor de 34 milhões de euros.

Rita Faria afaria@negocios.pt 22 de Janeiro de 2018 às 16:28
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A EDIA, empresa que gere a barragem do Alqueva, recebeu quatro injecções do Estado no ano passado, que totalizaram praticamente 65 milhões de euros (64.960.330 euros).

A última, realizada em Dezembro, foi divulgada esta segunda-feira, 22 de Janeiro, num comunicado emitido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). O montante supera a soma dos três aumentos de capital anteriores.

No comunicado, a EDIA informa que, no dia 11 de Dezembro de 2017, foi aprovado "por deliberação social unânime" aumentar o capital social da empresa em 34.052.340,00 euros, através da emissão de "6.810.468 de acções nominativas, no valor de 5 euros cada, a subscrever e realizar pelo accionista Estado Português".

Este foi o quarto aumento de capital subscrito pelo Estado português em 2017, depois das injecções de 13,9 milhões, 8,3 milhões e 8,7 milhões realizadas ao longo do ano.

Já em 2016, o Estado procedeu a cinco aumentos de capital, que resultaram num reforço de 56,36 milhões de euros.

"Em 2016 a principal fonte de financiamento da EDIA foram os aumentos de capital. O accionista Estado no seguimento da política de financiamento adoptada, atribuiu à empresa os capitais necessários para suprir as necessidades do serviço da dívida (reembolsos e juros), e ainda um aumento de capital de 11.126.161 euros para a conclusão dos investimentos uma vez que, por calendarização dos programas de financiamento comunitário (POVT e Inalentejo), os investimentos remanescentes do ano de 2016 tiveram de ser praticamente financiados por fundos próprios," lê-se no relatório e contas de 2016.

Ver comentários
Saber mais EDIA Alqueva aumento de capital
Mais lidas
Outras Notícias