Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo italiano quer que UE desista das investigações sobre Abertis

Antonio Di Pietro, ministro do equipamento italiano, vai pedir à União Europeia para abandonar as investigações sobre a actuação do governo transalpino com vista a bloquear a fusão entre a Abertis e a concessionária Autroastrade, informou ontem a agência

Filipe Paiva Cardoso filipecardoso@mediafin.pt 05 de Janeiro de 2007 às 10:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Antonio Di Pietro, ministro do equipamento italiano, vai pedir à União Europeia para abandonar as investigações sobre a actuação do governo transalpino com vista a bloquear a fusão entre a Abertis e a concessionária Autroastrade, informou ontem a agência noticiosa Ansa. Uma decisão da CE pode "ressuscitar" a concentração das empresas.

"Vamos a Bruxelas para pedir explicações sobre a manutenção de um processo que parece-nos desrespeitoso para com os interesses nacionais do país", assegurou Di Pietro, que afirma que irá puxar o assunto quando se reunir com a comissária europeia da concorrência, Neelie Kroes.

"Depois do recuo das empresas para a fusão, não existem razões pelas quais a Comissão Europeia possa sancionar a Itália devido à falta de autorização para a transferência da concessão", continuou o ministro.

A Abertis e a Autostrade suspenderam a sua fusão no passado dia 13 de Dezembro, depois do Governo italiano ter procedido a várias alterações legais para bloquear o acordo.

A Abertis considera de "importância vital" ouvir a opinião da Comissão Europeia sobre o projecto de fusão e o que lhe aconteceu, já que considera que da decisão comunitária dependerá se os planos de fusão ressuscitam, ou não, afirmou também ontem fonte oficial da Abertis.

Outras Notícias