Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Media Capital considera «lamentável» influência da LP Brothers no mercado de capitais

A Media Capital diz que considera lamentável a forma com que a LP Brothers Venture Capital têm influenciado o mercado de capitais português, alegando pretensões de lançar uma OPA ou adquirir uma posição estratégica. A dona da TVI desconhece que a LP Broth

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 01 de Setembro de 2005 às 15:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Media Capital diz que considera lamentável a forma com que a LP Brothers Venture Capital têm influenciado o mercado de capitais português, alegando pretensões de lançar uma OPA ou adquirir uma posição estratégica. A dona da TVI desconhece que a LP Brothers ou a ManáSat sejam accionistas da empresa.

Num comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o Grupo Media Capital [MCP] diz que «considera lamentável a forma com que a empresa de direito espanhol LP Brothers Venture Capital, tem influenciado a comunicação social portuguesa e internacional e, por essa via, o mercado de capitais português».

A empresa liderada por Miguel Pais do Amaral acredita que irão ser prosseguidas, pelas autoridades competentes, «as mais exaustivas investigações com vista ao apuramento dos factos e reposição da verdade, bem como à responsabilização judicial dos responsáveis pelas informações divulgadas ao mercado de capitais».

A edição de hoje do Jornal de Negócios avança que este caso, de uma eventual OPA que não aconteceu, constitui matéria criminal, estando a CMVM a ultimar o dossier para envia-lo para o Ministério Público.

A dona da TVI reiterou ainda que não tem conhecimento de nenhuma Oferta Pública de Aquisição (OPA) e diz desconhecer que a sociedade LP Brothers Venture Capital, ou qualquer outra sociedade com ela relacionada, incluindo a empresa ManáSat, seja seu accionista.

«Como no caso de todas as sociedades de capital aberto cotadas em bolsa, qualquer entidade pode comprar acções» da Media Capital, lê-se no comunicado.

A Media Capital adverte, entretanto, «que esse facto não põe em causa a sua estratégia, que se mantém inalterada e que é suportada pelos principais accionistas institucionais e estratégicos, de referência no sector em que actua».

Esta reacção surge na sequência de um comunicado recebido nas redacções de vários órgãos de comunicação social, onde se lia que a LP Brothers pretendia avançar com uma OPA sobre a Media Capital. Esta comunicação provocou, na altura, uma valorização de mais de 7% nas acções da Media Capital.

Esta empresa de capital de risco, na quarta-feira, veio negar ter sido a autora do comunicado, reiterando entretanto o seu interesse na Media Capital.

Ao final do dia de ontem, a Maná Sat, uma empresa de «media» ligada a um grupo religioso, veio anunciar também o interesse no capital da dona da TVI, em parceria com a LP Brothers.

As acções da Media Capital negociavam em subida de 0,56% para os 7,19 euros.

Ver comentários
Outras Notícias