Empresas Moody’s: Corrupção da Odebrecht afecta projectos de infraestruturas na América Latina

Moody’s: Corrupção da Odebrecht afecta projectos de infraestruturas na América Latina

Os casos de corrupção relacionados com a empreiteira brasileira Odebrecht afectaram o desenvolvimento de projectos de infraestruturas e energia na América Latina, destaca um relatório da agência de 'ratings' Moody's.
Moody’s: Corrupção da Odebrecht afecta projectos de infraestruturas na América Latina
Reuters
Lusa 03 de maio de 2017 às 21:54

Um relatório da Moody’s divulgado esta quarta-feira, 3 de Maio, refere que uma série de contratos de concessão de grandes projectos foram cancelados em vários países da América Latina, incluindo o Peru, Colômbia e o Panamá.

 

"Várias concessões de infraestruturas foram interrompidas e devem ser lançadas novamente em função dos escândalos de corrupção envolvendo a Odebrecht", disse Adrián Garza, vice-presidente da Moody's.

 

Na opinião da agência, a resolução dos obstáculos legais e administrativos referentes a estes projectos deve demorar entre 12 e 24 meses.

 

De acordo com a Moody's, a paralisação de obras, que variam de oleodutos até projectos voltados para a navegabilidade em rios, tem sido sentida em toda a economia da América Latina como um factor que está a contribuir para as recentes reduções das expectativas de crescimento económico.

 

A agência de classificação de risco destacou ainda que as empresas que participam em grandes projectos de infraestrutura estão a enfrentar agora pressões de fluxo de caixa e os bancos, que emprestaram tanto às concessões como directamente às empresas envolvidas, estão a enfrentar maiores riscos de activos.

 

A este respeito, o relatório indica que a desaceleração das obras limitará o ritmo a que os países irão reduzir a diferença significativa de infraestruturas na região.

 

Para a Moody's, no entanto, as investigações dos casos de corrupção envolvendo a Odebrecht lançaram luz sobre este problema muito comum na América Latina e devem motivar toda a região fortalecendo medidas de transparência em processos de licitação para evitar a corrupção.

 

A empreiteira brasileira Odebrecht está implicada em vários escândalos de corrupção na região e já admitiu ter pago pelo menos 788 milhões de dólares (723,1 milhões de euros) em subornos a funcionários de governos de 11 países, nove deles na América Latina. 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI