Empresas Orey passa de lucros a prejuízos nos primeiros nove meses do ano

Orey passa de lucros a prejuízos nos primeiros nove meses do ano

O grupo Orey registou perdas de 4,88 milhões de euros entre Janeiro e Setembro, contra lucros de 70 mil euros um ano antes.
Orey passa de lucros a prejuízos nos primeiros nove meses do ano
Miguel Baltazar
Carla Pedro 30 de novembro de 2018 às 23:14

A Sociedade Comercial Orey Antunes (SCOA) reportou esta sexta-feira, 30 de Novembro, um resultado líquido negativo de 4,88 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, contra lucros de 70 mil euros no período homólogo de 2017.

 

Decompondo estes valores, as unidades em continuação apresentaram um resultado negativo de 1,52 milhões de euros, enquanto as unidades em descontinuação, das quais fazem parte a Orey Financial e o segmento de investimentos alternativos no Brasil, tiveram um impacto negativo de 3,20 milhões de euros, "essencialmente devido à depreciação do real brasileiro face ao euro, que impactou o valor de balanço destes activos e passivos", refere a Orey Antunes no relatório e contas divulgado na CMVM.

 

A Orey Financial, nos primeiros nove meses, apresentou um resultado líquido negativo de 212 mil euros.

 

Estes resultados "reflectem, ainda assim, uma maior rentabilidade das operações (a margem bruta cresceu 2,4pp para 29,57% e os custos operacionais reduziram-se em 18,4% nos 9M18 face ao 9M17), tendo esta melhoria de rentabilidade sido prejudicada pelo abrandamento das receitas globais ao nível do negócio de transportes e logística quer na Península Ibérica quer em África", destaca o documento.

 

Em particular, as receitas operacionais relacionadas com o negócio de transportes e logística em Angola foram afectadas pela desvalorização superior em 60% do kwanza face ao dólar, refere o grupo Orey.

 

O resultado "foi ainda penalizado pela integração dos custos associados à amortização do ganho não efectivo relativo à obrigação Orey Best Of. Uma vez mais, nem o ganho em 2017 nem os custos futuros têm qualquer impacto fiscal ou no cash flow da empresa", aponta.

 

Já os resultados das atividades detidas para venda "foram prejudicados maioritariamente pela forte desvalorização do real brasileiro face ao euro e pelos custos associados à obrigação Araras".

 

A empresa liderada por Duarte d'Orey (na foto) sublinha também que "2018 é um ano em que a Orey pretende concluir o processo de reestruturação que começou em 2016, executando a saída da SCOA dos sectores financeiros e de investimentos alternativos no Brasil por forma a poder concentrar os seus recursos no sector dos transportes e logística".

 

As receitas operacionais da Orey ascenderam a 43,73 milhões de euros nos primeiros nove meses deste ano, tendo-se observado uma redução de 16,4% face aos 8,58 milhões registados no mesmo período de 2017.

 

"Para esta redução contribuíram principalmente as áreas de transportes e logística em Portugal e Espanha. Este decréscimo é principalmente devido a reduções nas receitas das áreas de consignação, operações e afretamentos (port agency) e na área de trânsitos (forwarding)", sublinha o relatório.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI