Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugália vítima de roubo de 2,5 milhões feito por hackers

De acordo com o Expresso, a Portugália terá avançado com um processo judicial contra o BPI, exigindo o dinheiro retirado, somado de juros.

Negócios jng@negocios.pt 27 de Novembro de 2020 às 12:49
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

Numa altura de especial fragilidade para o setor da restauração, que tem sido dos mais afetados pela crise pandémica, o grupo Portugália sofreu outro duro golpe: um ataque informático com origem no Gana retirou 2,5 milhões de euros da conta bancária do grupo.

Esta informação, avançada pelo semanário Expresso, consta do relatório e contas que foi aprovado no passado dia 15 de outubro, no qual a cadeia de restaurantes admite ter sido alvo de uma "burla informática" que resultou na "retirada ilegal e não autorizada de uma sua conta bancária junto do BPI, da quantia de 2,5 milhões de euros".

De acordo com o mesmo semanário, a Portugália terá avançado com um processo judicial contra o BPI, exigindo o dinheiro retirado, somado de juros, mas a cadeia de restaurantes preferiu não comentar esta alegada ação. Por seu lado, o BPI afirma apenas que "o banco não reconhece a responsabilidade imputada e contesta essa imputação, estando a questão neste momento a ser apreciada em tribunal".

O Expresso inquiriu o Banco de Portugal acerca de outros episódios semelhantes que pudessem ter acontecido junto do mesmo banco, mas o regulador não deu uma resposta conclusiva, relembrando apenas o "dever de segredo de supervisão" a que está sujeito.

Ver comentários
Saber mais Portugália Gana Expresso crime lei e justiça política banca tribunal
Outras Notícias