Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Scottish & Newcastle aumenta lucros e poupa em impostos com Centralcer

A Scottish & Newcastle anunciou hoje a aquisição de 100% da Central de Cervejas e da Sociedade da Água de Luso por 429 milhões de euros. Com esta compra, a empresa escocesa vai poupar em impostos, disse ao Negocios.pt, fonte oficial da S&N.

Bárbara Leite 13 de Maio de 2003 às 19:33
  • Partilhar artigo
  • ...
A Scottish & Newcastle anunciou hoje a aquisição de 100% do capital da Parfil, que lhe possibilita passar a controlar a totalidade do capital da Central de Cervejas e da Sociedade da Água de Luso por 429 milhões de euros. Com esta compra, a escocesa vai poupar em impostos, disse ao Negocios.pt, fonte oficial da S&N.

Pelos activos da Centralcer e Água de Luso (SAL) a Scottish & Newcastle (S&N) vai pagar 342 milhões de euros, assumindo ainda a dívida da segunda maior cervejeira nacional de 157 milhões de euros e da empresa de águas.

Do montante da dívida, 70 milhões de euros são já da responsabilidade da S&N, que controlava 49% da empresa, pelo que o valor do negócio ascende a 429 milhões de euros.

«Vamos financiar esta aquisição através de linha de créditos», disse ao Negocios.pt fonte oficial da S&N.

A mesma fonte salienta que a Centralcer, apesar de passar a ser 100% de capital estrangeiro, vai continuar «a ser gerida por um núcleo independente de gestores, na sua maioria de nacionalidade portuguesa».

Em declarações ao Negocios.pt, fonte oficial da S&N acrescentou que a «estratégia em Portugal vai apoiar-se numa maior aposta em marketing e no crescimento da marca Sagres e de outras cervejas internacionais do grupo».

A operação, prevista estar terminada em Junho de 2003, está ainda sujeita à autorização da entidade reguladora de concorrência da Comissão Europeia.

«A cerveja Sagres, a mais portuguesa das marcas de cerveja nacionais e de maior notoriedade a nível internacional, não verá comprometida a sua identidade portuguesa e continuará a ser a primeira marca da SCC, que comercializa já, além das suas próprias cervejas - Sagres, Imperial, Bohemia, Topázio e Onix - grandes marcas internacionais como a Kronenbourg 1664, a Foster"s, a Budweiser, a John Smith"s, a Beamish, a Grimbergen e a Heineken», refere o mesmo comunicado.

Com esta aquisição, a empresa escocesa garante que vai aumentar os lucros no final do ano.

Este objectivo «reflectirá a poupança em impostos gerada com esta aquisição», explicou ao Negocios.pt fonte oficial da cervejeira escocesa, sem querer adiantar valores.

A S&N não prevê realizar novas aquisições em Portugal. «Neste momento, já temos mais de 40% do mercado cervejeiro português e não prevemos mais compras», adiantou a mesma fonte.

Sobre a consolidação com a rival Unicer, fonte oficial não quis comentar.

Os lucros da S&N atingiram, em 2002, os 196,5 milhões de libras (318,5 milhões de euros), contra prejuízos de 301,2 milhões de libras (489,7 milhões de euros) em 2001.

Outras Notícias