Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Simoldes prevê facturar 625 milhões em 2005

O Grupo Simoldes, líder europeu na fabricação de moldes e plásticos, prevê atingir um volume de facturação na ordem dos 625 milhões de euros no ano 2005, duplicando o valor alcançado no ano passado - cerca de 300 milhões de euros.

Negócios negocios@negocios.pt 21 de Julho de 2003 às 19:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Grupo Simoldes, líder europeu na fabricação de moldes e plásticos, prevê atingir um volume de facturação na ordem dos 625 milhões de euros no ano 2005, duplicando o valor alcançado no ano passado - cerca de 300 milhões de euros.

O grupo está seccionado em duas divisões - peças e plásticos e prevê investir cerca de 60 milhões de euros até 2005 na instalação de novas fábricas, aumento da capacidade de produção permitida pelos meios tecnológicos e na aposta na investigação e inovação.

«É fundamental que o Governo adeque a legislação empresarial - reduzir a carga fiscal, flexibilizar os horários e as leis laborais e promover a inovação com acções concretas são tarefas urgentes se pretende internacionalizar o tecido empresarial português», referiu António Rodrigues, presidente da Simoldes, durante a visita do ministro da Economia Carlos Tavares às instalações da empresa de Oliveira de Azeméis, organizada pelo grupo parlamentar do PSD. O governante elogiou o esforço de internacionalização da empresa feito «sem subsídios do Estado».

O grupo Simoldes emprega cerca de 3 mil trabalhadores, é uma empresa detida pela família Rodrigues e produz múltiplos modelos de moldes e peças em plástico, em grande parte para a indústria automóvel. Pára-choques, «tabliers» e painéis de porta são exemplos dos componentes fabricados para as principais marcas de automóveis mundiais.

França, Alemanha, Brasil e Espanha são os principais destinos das exportações do Grupo Simoldes.

Por Luís Madureira

Mais lidas
Outras Notícias