Empresas Sonae e CTT criam plataforma de comércio electrónico

Sonae e CTT criam plataforma de comércio electrónico

A Sonae e os CTT vão avançar com uma parceria na área do comércio electrónico, que visa a exploração de uma nova plataforma em modelo marketplace. O investimento estimado é de 10 a 15 milhões de euros.
Sonae e CTT criam plataforma de comércio electrónico
Ricardo Castelo/Negócios
Negócios 14 de junho de 2018 às 22:34

A Sonae e os CTT assinaram esta quinta-feira, 14 de Junho, um acordo para a criação de uma parceria na área do comércio eletrónico, através do estabelecimento de uma joint-venture que visa a exploração de uma nova plataforma em modelo "marketplace", segundo comunicado divulgado junto da CMVM.

 

O acordo visa assim a constituição de uma sociedade que terá como accionistas, em partes iguais, a Sonae e os CTT.

 

"O investimento necessário para a implementação do projecto será de 10 a 15 milhões de euros nos primeiros anos de operação, repartido em partes iguais entre as duas empresas", refere o comunicado.

 

Os dois grupos "possuem competências complementares que irão aproveitar na criação de um marketplace que preste serviços integrados de intermediação de relações comerciais entre comerciantes e consumidores", sublinha ainda o documento.

 

A criação deste "marketplace" constitui "uma forte aposta no desenvolvimento do comércio eletrónico, com foco nas PME e marcas portuguesas, através de um posicionamento assente em proximidade, numa experiência de compra simples, segura e conveniente e com uma oferta abrangente de produtos e serviços disponibilizados online por cada vez mais empresas".

 

Esta iniciativa é mais um passo na aposta da Sonae na área do comércio electrónico, sublinha a retalhista co-liderada por Paulo Azevedo e Ângelo Paupério (na foto)

 

A concretização da transacção está sujeita a aprovação pelas autoridades da concorrência competentes.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Asdrubal Souto Há 5 dias

CTT a iniciarem o bull esta semana

comentários mais recentes
Asdrubal Souto Há 5 dias

CTT a iniciarem o bull esta semana

pub