Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Argélia prevê aumentar exportação de gás e petróleo

O principal fornecedor de gás natural a Portugal antevê um aumento da procura a nível interno e também por parceiros internacionais. O país é o nono maior produtor mundial de gás e 18.º na exploração de petróleo.

Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 28 de Janeiro de 2016 às 19:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Argélia, principal fornecedor de gás natural a Portugal, antecipa o aumento da exportação desta matéria-prima e também de petróleo, numa altura em que os principais produtores de ouro negro estão a braços com excesso de "stocks" a nível global e surgem rumores de que estarão a preparar um corte na exploração.

O aumento da produção argelina é justificado com o previsto aumento da procura no próprio país e a nível global nos próximos anos, disse o primeiro-ministro argelino Abdelmalek Sellal à rádio nacional do país, afirmações citadas pela agência Nova China.

No ano passado, de acordo com a mesma fonte, o país aumentou em 2,3% as exportações de gás natural através da empresa estatal Sonatrach. E o efeito deverá prolongar-se, de acordo com o chefe do Governo, já que é de esperar um aumento da procura por "energias limpas".


De acordo com dados no site da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, a Sonatrach é o mais importante fornecedor de gás natural a Portugal, a partir do jazigo em Hassi R’Mel. O transporte do gás é feito por gasodutos até Espanha, entrando em território nacional por Campo Maior.

Apesar do impacto da queda dos preços do barril de petróleo nos mercados internacionais ao longo dos últimos meses, Argel manteve os seus projectos de investimento para os próximos três anos, destinados a elevar a produção de 195 milhões de toneladas de petróleo em 2013 para 225 milhões em 2018.

O valor envolvido nesse aumento de capacidade ascende a 90.000 milhões de dólares (82.000 milhões de euros). Destes, 20 mil milhões de euros são destinados apenas ao desenvolvimento do sector do gás natural.

Segundo o Banco Mundial, a Argélia foi no ano passado o nono maior produtor mundial de gás natural e o 18.º na exploração de petróleo.


O país é membro da OPEP, o cartel de produtores que tem nas últimas semanas mostrado resistência em travar os níveis de produção diária, apesar do esmagamento de preços ditado por sinais de excesso de petróleo a nível mundial e perspectiva de aumento dessa sobreprodução com a entrada do Irão no mercado exportador.

Nos últimos dois dias têm surgido sinais de uma possível inversão nesta estratégia, que podem passar por uma concertação entre o cartel e a Rússia para uma redução concertada da produção. Em reacção a este cenário, os preços do petróleo brent chegaram a disparar para acima dos 35 dólares na actual sessão, com uma valorização superior a 8%.

Ver comentários
Saber mais Argélia Portugal Espanha Rússia Irão OPEP petróleo gás
Mais lidas
Outras Notícias