Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Como é que Berlim financia a revolução energética?

Desde o início dos anos 1990 que a Alemanha promove as energias renováveis através da produção subsidiada. Estes incentivos têm sido a espinha dorsal da transição energética alemã nos últimos anos, mas têm vindo a sofrer reduções.

André Cabrita-Mendes andremendes@negocios.pt 19 de Outubro de 2015 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O plano "Energiewende" é financiado através da produção subsidiada, as chamadas "feed in tariffs". Para ter uma ideia da escala, no ano de 2013 estes incentivos contribuíram com 23 mil milhões de euros para as energias renováveis. E, em boa verdade, estas tarifas bonificadas têm funcionado: a produção de renováveis cresceu vinte pontos em 14 anos. A forma como o sistema alemão está montado garante també...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais alemanha energiewende energias renováveis energia nuclear Baden-Württemberg berlim angela merkel
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias