Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Gasóleo vai cair na próxima semana pela primeira vez desde maio

Os preços dos combustíveis têm-se mantido praticamente inalterados nas últimas semanas. Contudo, há margem para uma queda ligeira nos preços do gasóleo na próxima semana.

Bloomberg
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 04 de Setembro de 2020 às 12:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Atestar o depósito de um carro com motor a combustão poderá ficar ligeiramente mais barato a partir da próxima segunda-feira, dia 7 de setembro. Mas só se o carro em questão for movido a gasóleo simples.

É que o preço deste ativo deverá cair 1 cêntimo na próxima semana, colocando um fim num ciclo de sete semanas consecutivas em que o preço do gasóleo esteve inalterado.

Assim, o preço do gasóleo tem margem para recuar para os 1,228 euros por litro. A acontecer, esta será a primeira queda desde a semana iniciada a 4 de maio deste ano.

No caso da gasolina simples 95, os preços deverão manter-se novamente inalterados nos 1,395 euros por litro. Será a oitava semana seguida em que o preço da gasolina não mexe. 



No acumulado do ano, o preço do gasóleo regista uma queda de 12%, enquanto que na gasolina se observa uma redução de 7%. Contudo, desde os mínimos de abril, ambos os ativos acumulam ganhos de 10 e 16 cêntimos por litro, respetivamente. 

No primeiro semestre deste ano, a gasolina sofreu uma queda de 9% e o gasóleo de 13%.

Os cálculos têm por base a evolução destes dois derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Mas o custo dos combustíveis na bomba dependerá sempre de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.


Os novos preços têm em conta as variações calculadas pelo Negócios face ao preço médio praticado em Portugal esta semana e anunciado pela Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Os cálculos do Negócios têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados disponíveis para o Negócios só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).
Ver comentários
Saber mais Negócios economia negócios e finanças energia gasóleo transportes macroeconomia negócios (geral) preços transporte rodoviário
Mais lidas
Outras Notícias