Energia Iberdrola investe 1,84 milhões de euros em Tâmega

Iberdrola investe 1,84 milhões de euros em Tâmega

A Iberdrola, empresa espanhola de energia, vai investir um total de 1,84 milhões de dólares na valorização histórica, patrimonial e arqueológica de Tâmega, entre 2016 e 2023. A região está actualmente em processo de candidatura a Património Mundial da UNESCO.
Iberdrola investe 1,84 milhões de euros em Tâmega
Bloomberg
Raquel Murgeira 27 de abril de 2018 às 18:58

A Iberdrola, empresa espanhola de energia, terá investido entre 2016 e o final deste ano cerca de 850 mil euros em Tâmega na construção do edifício de apoio às cortas e galerias mineiras. Mas irá investir um total de 1,84 milhões na reactivação da região em torno do projecto hidroeléctrico da Iberdrola no Tâmega até 2023, segundo adianta um comunicado da empresa. Isto num momento em que a região está em processo de candidatura a Património Mundial da UNESCO.  

Este investimento, em função da declaração de impacto ambiental (DIA), tem como objectivo "a valorização e divulgação da antiga área mineira de Tâmega e que contempla diferentes áreas essenciais como: segurança, investigação científica, conservação, gestão e ordenamento do território e ainda promoção turística", de acordo com o comunicado.

Até ao final deste ano a Iberdrola pretende que o investimento se traduza no financiamento da equipa técnica; na continuação dos estudos históricos, geológicos e de fauna e flora de Tâmega; na aquisição de equipamento para visitas às cortas e galerias mineiras, na limpeza, e/ou desobstrução; na construção do edifício de apoio, estruturas e equipamentos de apoio à circulação ao complexo.

A Iberdrola tem colaborado em conjunto com a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar e a Direcção Regional de Cultura do Norte para levar a cabo este investimento na região. A energética quer concretizar acções que beneficiem o Complexo Mineiro de Tâmega para possibilitar a criação de um instrumento específico – o Parque Arqueológico – que tem como intuito "salvaguardar os vestígios materiais associados à exploração mineira romana e a paisagem envolvente", segundo o comunicado da empresa. 

A Iberdrola está a desenvolver em Portugal o Sistema Eletroprodutor do Tâmega, que contempla a construção de três barragens: Alto Tâmega, Daivões e Gouvães. A empresa espanhola quer "contribuir para o crescimento e desenvolvimento da região em torno do projecto, ao longo dos próximos anos", segundo adianta o comunicado.

A energética prevê ainda que durante a construção das barragens passem pelas obras 40.000 trabalhadores. Posteriormente a Iberdrola garante a constituição de uma equipa operacional para cada uma das centrais que representará emprego local.

A empresa espanhola de energia opera em Portugal através da comercialização de electricidade e tem 170 mil clientes. A Iberdrola tem uma quota de mercado superior a 16% e conta com 1000 colaboradores.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI