Energia Preço da gasolina vai registar maior descida desde o início do ano

Preço da gasolina vai registar maior descida desde o início do ano

Os combustíveis devem descer a partir da próxima segunda-feira, com a gasolina a registar a queda mais pronunciada.
Preço da gasolina vai registar maior descida desde o início do ano
Nuno Carregueiro 10 de maio de 2019 às 11:09

Após um aumento de 11% no espaço de 13 semanas, o preço da gasolina nos postos de abastecimento de combustível em Portugal vai registar uma baixa significativa a partir da próxima segunda-feira.

 

Um bom motivo para adiar o abastecimento do seu automóvel por alguns dias, até porque parece estar, para já, afastada mais uma crise energética em Portugal.

 

A cotação da tonelada métrica da gasolina, cotada no mercado europeu, registou esta semana um preço médio diário de 600 euros, o que representa uma desvalorização de quase 4% face à semana anterior. Estas variações, de acordo com os cálculos do Negócios, apontam para uma descida de 2 cêntimos no preço por litro da gasolina simples em Portugal. A confirmar-se, será a baixa de preços mais acentuada desde a primeira semana do ano, quando este combustível desceu mais de 3 cêntimos devido sobretudo à eliminação do adicional ao imposto sobre a gasolina.

 

Na sexta-feira passada, os cálculos efetuados apontavam para uma descida do preço da gasolina esta semana, mas o combustível acabou por subir, já que na sexta-feira (3 de maio) as cotações registaram um forte aumento.

 

Esta semana a gasolina simples foi vendida em Portugal a um preço médio de 1,573 euros por litro, pelo que se for confirmada uma descida de 2 cêntimos, na próxima segunda-feira descerá para 1,55 euros por litro. Esta descida surge depois de um aumento de 11% durante 13 semanas consecutivas de agravamento de preços.

 

No caso do gasóleo espera-se uma descida de preços bem menos significativa. Os cálculos do Negócios, tendo em conta as variações das cotações nos mercados, apontam uma baixa de 0,5 cêntimos por litro no gasóleo simples, que assim poderá descer para um preço médio de 1,39 euros. Nas últimas cinco semanas de aumentos este combustível tinha aumentado 2%.

Fonte do setor confirmou ao Negócios esta perspetiva de descida de 2 cêntimos na gasolina e de 0,5 cêntimos no gasóleo.

 

 

A evolução dos preços dos combustíveis é calculada pelo Negócios, tendo por base a evolução dos derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Ainda assim, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.


Os cálculos do Negócios têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados disponíveis para o Negócios só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI