Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Quebra no consumo de gasolina abranda para 34,5% em maio

O consumo de gasolina passou de uma queda de 61,3% em abril para 34,5% em maio.

Lusa 18 de Junho de 2020 às 18:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O consumo de gasolina caiu 34,5% e o de gasóleo 21,7% em maio face a igual período do ano passado, uma queda inferior à do mês anterior, segundo a Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (Apetro).

 

"Podemos concluir que em maio de 2020, comparando com o mês homólogo do ano anterior, a gasolina e o gasóleo sofreram uma redução de cerca de 32,5 mil toneladas (-34,5% para a gasolina) e menos 93,9 mil toneladas (-21,7%) para o gasóleo", lê-se num comunicado.

 

Já o "consumo de jet na aviação apresentou uma redução mais significativa, menos 132,8 mil toneladas (-91,9%)", sendo que o GPL (gás de petróleo liquefeito) e outros reduziram-se em 8,7 mil toneladas (-13,9%)", adiantou a associação.

 

Apesar do consumo continuar em queda, esta tendência esbateu-se em maio. A Apetro notou que, face aos dados de consumo de abril, em maio - em termos homólogos - "já se evidenciam algumas recuperações".

Segundo a mesma fonte, o consumo de gasolina passou de uma queda de 61,3% para 34,5% e o de gasóleo de uma queda de 44,6% para 21,7%. O jet manteve aproximadamente a mesma redução no consumo (esta passou de 93,4% para 91,9%) e o GPL e outros ampliou a sua queda no consumo, de 1,5% para 13,9%, "sobretudo devido a efeitos de sazonalidade". 

 

De acordo com os mesmos dados, que a Apetro baseou em informação publicada pela ENSE (Entidade Nacional para o Sector Energético), nos cinco primeiros meses de 2020 "a gasolina desceu cerca de 103,5 mil toneladas (-24,0%), o gasóleo diminuiu 352,9 mil toneladas (-17,2%), e o Jet 270,7 mil toneladas (-46,8%). O GPL e outros registaram uma diminuição de 12,1 mil toneladas (-3,9%)" em termos homólogos.

O consumo de combustíveis registou uma queda abrupta devido à pandemia de covid-19, prejudicado pela reduzida movimentação de pessoas e pela paralisação da aviação.

 

Com a publicação destes dados, a Apetro pretende continuar a "identificar uma tendência dos efeitos desta pandemia no consumo energético nacional, ao nível dos consumos de produtos petrolíferos".

Ver comentários
Saber mais Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas Apetro GPL combustíveis
Mais lidas
Outras Notícias