Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crédito Agrícola compra edifício Expo Living em Lisboa por 21,8 milhões

O edifício foi vendido pela suíça GMG Real Estate ao fundo CA Capital Crescente, gerido pela Square Asset Management. A aquisição representa um investimento de cerca de 21,8 milhões de euros.

Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 03 de Novembro de 2020 às 12:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A promotora imobiliária suíça GMG Real Estate vendeu o edifício Expo Living, situado no Parque das Nações, em Lisboa, ao fundo CA Património Crescente, do Crédito Agrícola, por aproximadamente 21,8 milhões de euros.

A aquisição foi feita pela portuguesa Square Asset Management, que gere o fundo imobiliário do Crédito Agrícola e, de acordo com a informação disponibilizada na CMVM, a operação representou um investimento de 21.761.624,68 euros.

A operação, fechada a 21 de setembro, contou com a intermediação da JLL pelo lado do vendedor.

O edifício situa-se na zona sul do Parque das Nações, perto do Hospital CUF Descobertas, e conta com uma área total de 10 mil metros quadrados, com 11 pisos acima do solo, detalha a consultora imobiliária em comunicado.

Os cinco pisos inferiores sõa de uso exclusivo de residências sénior operadas pelo grupo Montepio, enquanto os cinco pisos seguintes são compostos de apartamentos destinados ao arrendamento tradicional.

O último piso inclui, além de um terraço de uso comum, outras valências para os residentes, incluindo um ginásio. O imóvel conta ainda com quatro pisos subterrâneos com 155 lugares de estacionamento.

"Esta transação comprova não só a capacidade do mercado imobiliário em resistir num contexto adverso como a crescente atratividade do setor alternativo de Living no nosso mercado", afirma Fernando Ferreira, Head of Capital Markets da JLL, citado no comunicado.

"O Expo Living é um excelente exemplo deste segmento, integrando dois dos seus principais produtos: as residências sénior, que são já um tipo de ativo com uma procura consistente, e o arrendamento privado que começa a despertar a atenção dos investidores pelas oportunidades que oferece num mercado ainda pouco institucionalizado", acrescenta.

"Existem vários processos negociais em curso no segmento de Living, que é encarado como sendo mais resiliente aos ciclos negativos do mercado, e ainda devemos assistir a novidades este ano", conclui o responsável.

 

Ver comentários
Saber mais Expo Living Lisboa GMG Real Estate Crédito Agrícola Parque das Nações JLL imobiliário Square Asset Management
Outras Notícias