Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Venda de casas volta a subir em junho e com preços 14% mais altos do que há um ano

Em Portugal, a venda de casas aumentou em junho pelo segundo mês consecutivo, e os preços voltaram a recuperar.

Os encargos com habitação pesam hoje mais no rendimento das famílias portuguesas do que em 2010.
Sérgio Lemos
Rita Faria afaria@negocios.pt 15 de Julho de 2020 às 11:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A venda de casas em Portugal voltou a crescer em junho, pelo segundo mês consecutivo, diminuindo para 35% a quebra sentida no imobiliário residencial face aos níveis pré-pandemia.

De acordo com os dados da Confidencial Imobiliário, as vendas cresceram 11% em junho face a maio, depois de, nesse mês, também terem recuperado em relação a abril.

 

Após este dois meses de recuperação, as vendas encontram-se 35% abaixo dos níveis observados antes da covid-19, depois de a quebra ter chegado a marcar 53% em abril.

 

Tal como as transações, também os preços apresentaram uma subida em junho, "confirmando a tendência de estabilidade sentida desde início da pandemia, em março", sublinha a Confidencial Imobiliário.

 

O aumento foi de 0,8% face a maio, semelhante à evolução dos três meses anteriores, entre 0,4% e 0,9%.

 

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, os preços de venda subiram 13,8% em junho.

 

O crescimento do preço das casas em Portugal, este ano, foi confirmado na semana passada pelo Instituto Nacional de Estatística, que revelou que o valor mediano das habitações vendidas no primeiro trimestre fixou-se em 1.117 euros por metro quadrado, o valor mais elevado desde que a série estatística foi iniciada, no início de 2016. 

De acordo com o INE, o valor representa uma subida de 3,3% em relação ao último trimestre de 2019 e um crescimento de 10,5% face ao primeiro trimestre do ano passado, ambos recordes desde que há registo.

Ver comentários
Saber mais casas vendas Confidencial Imobiliário
Mais lidas
Outras Notícias