Siemens: Notícia de corte de 20 mil empregos não tem fundamento

A Siemens negou a notícia da revista alemã e revelou que a taxa de crescimento das receitas e a margem de lucro deverá aumentar 2 pontos percentuais no longo prazo.
Bloomberg
pub
Negócios 24 de agosto de 2018 às 10:06

A empresa alemã Siemens negou esta sexta-feira a notícia que dava conta que tinha um plano para eliminar 20 mil postos de trabalho.

A informação "é completamente infundada", refere a empresa num comunicado, onde dá conta que não há nenhuma decisão sobre esta matéria.

A notícia que a empresa alemã pretendia cortar 20 mil empregos até Junho foi avançada na quinta-feira pela revista alemã Manager-Magazin, dando conta que os cortes seriam efectuadodos em áreas administrativas, incluindo recursos humanos e os departamentos financeiro e jurídico.

A revista citava comentários do CEO Joe Kaeser aos investidores, no âmbito do plano Visão 2020, que visa simplificar a estrutura da empresa alemã de engenharia. Esta redução significaria um corte de 5% na força de trabalho total da empresa, que conta actualmente com 380 mil funcionários.

No comunicado emitido esta sexta-feira para desmentir a notícia, a Siemens diz que a taxa de crescimento das receitas e a margem de lucro deverá aumentar 2 pontos percentuais no longo prazo.

pub

pub