Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Adeus Unicer, olá Super Bock Group

A empresa nortenha tem uma nova identidade corporativa, que adopta o nome da sua marca mais conhecida e uma imagem "mais coerente e internacional" para atacar os mercados externos. Marcelo desafiou-a a "querer ser a melhor cerveja do mundo".

António Larguesa alarguesa@negocios.pt 10 de Novembro de 2017 às 14:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Super Bock Group. Esta é a nova designação da Unicer, que pretende desta forma "simbolizar as suas credenciais cervejeiras" e "dar continuidade à sua estratégia de crescimento em Portugal e de fortalecer a expansão internacional através da sua principal marca", que está a comemorar 90 anos e que tem presença em mais de 50 países.

 

"As nossas raízes encontram-se nas cervejas. E embora tenhamos alargado, ao longo dos anos, o negócio a outras actividades no sector das bebidas, mantemos a actividade cervejeira como o principal motor do nosso crescimento. Ambas, marca e empresa, são hoje indissociáveis", justificou o CEO, Rui Lopes Ferreira.

 

Durante a apresentação da nova identidade corporativa "mais coerente e internacional", realizada esta sexta-feira, 10 de Novembro, o gestor salvaguardou, porém, que esta mudança "não representa qualquer alteração estrutural na estratégia de negócio", cujas vendas totais ascenderam a 450 milhões de euros em 2016, e também que não há "nenhuma ruptura com o passado".

 

Inalterada permanece também a estratégia multimarca da empresa fundada há 127 anos, que emprega cerca de 1.300 trabalhadores. Até porque na perspectiva do grupo sedeado em Leça do Balio, no concelho de Matosinhos, este é "um factor competitivo através do qual assegura a liderança no sector das bebidas refrescantes em Portugal", detendo marcas como a Vitalis e a Água das Pedras.

 


A nova identidade corporativa da Unicer
A carregar o vídeo ...
Super Bock Group. Esta é a nova designação da Unicer, que pretende desta forma “simbolizar as suas credenciais cervejeiras” e “dar continuidade à sua estratégia de crescimento em Portugal e de fortalecer a expansão internacional através da sua principal marca”, presente em mais de 50 países.


Na área internacional, o grupo que produz anualmente o equivalente a 936 milhões de garrafas de 33 cl de Super Bock  apresentada como "a cerveja portuguesa mais vendida no mundo" está agora mais apostado em seguir para Oriente e para mercados emergentes, depois do sempre adiado projecto de internacionalização para Angola, que incluía a abertura de uma fábrica.

 

Rui Lopes Ferreira referiu que, a seguir a Portugal, a China já é o segundo maior mercado para o grupo, o que classificou como um "motivo de orgulho". "É o nosso maior destino internacional, uma posição que temos vindo a fortalecer, com a nossa marca Super Bock, e que actualmente representa cerca de 4% das exportações nacionais para este país", detalhou o homem que conduziu a empresa a lucros de 38 milhões de euros em 2016.

 

Solidez e dimensão externa

 

Perante Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente executivo da antiga Unicer elogiou "a ousadia" dos accionistas (a Viacer, dos grupos Violas, Arsopi e BPI, detém 56% do capital; a Carlsberg 44%) e garantiu que o grupo, que já assegura perto de um quarto das vendas no estrangeiro, está "sólido e preparado para novos desafios e projectos". "Queremos continuar a ganhar escala, assegurando sempre uma operação sustentada em todas as geografias onde estamos, suportado pelas nossas marcas mais fortes", concluiu.

 

Já o "Presidente de todos os portugueses e de todas as cervejeiras portuguesas", brincou Marcelo, destacou a parceria dinamarquesa no capital, o facto de ter "sabido encontrar mercados novos e mercados grandes, como a China" ou a idade média dos trabalhadores situada abaixo dos 40 anos. E desafiou a ambição do grupo: "têm de querer ser a melhor cerveja do mundo. Ser a melhor cerveja de Portugal é curto", vaticinou o chefe de Estado.

Grafismo "transposto" e criatividade nacional

A nova identidade corporativa da empresa cervejeira, concebida pela agência portuguesa Wonder\Why, assume como objectivos "espelhar o seu negócio core e ser reconhecida em qualquer língua". Graficamente, o "lettering" da Super Bock é transposto para o novo logótipo corporativo, tal como as cores do universo da marca. E ao vermelho junta-se o dourado, que "remete para a própria cerveja". Já os símbolos usados são inspirados na época dos Descobrimentos portugueses, "através dos quais se manifesta a ambição da empresa em superar desafios e prosseguir o seu caminho em várias frentes para encontrar novas oportunidades e negócios", detalha uma nota explicativa do Super Bock Group.

 

Ver comentários
Saber mais Unicer Super Bock Group cerveja nova identidade marketing Rui Lopes Ferreira Marcelo Rebelo de Sousa Violas Arsopi BPI Carlsberg
Mais lidas
Outras Notícias