Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

La Seda de Barcelona consegue mais 30 dias para renegociar dívida

O grupo petroquímico catalão La Seda de Barcelona obteve um acordo de prorrogação do prazo de pagamento do empréstimo bancário por mais um mês, até 30 de Abril, informou esta quinta-feira a companhia cotada na praça de Madrid.

Negócios negocios@negocios.pt 28 de Março de 2013 às 15:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Foi “concedida à companhia um diferimento do acordo de quaisquer quantidades devidas sob o empréstimo contratado ao sindicato bancário”, de acordo com a nota hoje divulgada pela CNMV.

 

O grupo adianta que, em paralelo, “continuam em curso as negociações com os bancos coordenadores do crédito sindicado e com as restantes entidades credoras da companhia com o fim de alcançar um acordo formal e vinculatório para a reestruturação da dívida da empresa”. Acrescenta ainda que, logo que seja alcançado “um acordo formal e vinculatório com respeito ao refinanciamento da companhia, informará atempadamente o mercado”.

 

Em Fevereiro passado, recordou esta quinta-feira o jornal espanhol “Cinco Días”, a La Seda de Barcelona anunciou que tinha iniciado um processo de renegociação da sua dívida com o sindicato bancário.

 

O grupo petroquímico fechou o ano de 2012 com perdas de 133,7 milhões de euros, agravando em 169,5% a situação de 2011. No relatório e contas da empresa estão contabilizados 514,4 milhões de euros de dívidas a longo prazo.

 

A LSB é detida em quase 20% pela BA PET, dos mesmos três accionistas que controlam a portuguesa BA Vidro, liderados por Carlos Moreira da Silva.

Ver comentários
Saber mais LSB BA Vidro Carlos Moreira da Silva
Mais lidas
Outras Notícias