Menino-prodígio do Google cria start-up secreta de jogos sociais

O Google está a desenvolver secretamente uma start-up de jogos sociais, no âmbito do objectivo de criar novas empresas dentro do gigante das pesquisas na internet.  
Jornal de Negócios
pub
Bloomberg 06 de maio de 2018 às 10:00

O fundador e co-proprietário da nova empresa, chamada Arcade, é Michael Sayman, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto. Sayman é o prodígio de 21 anos que começou como estagiário do Facebook aos 17 anos e trocou a empresa pelo Google, da Alphabet, no ano passado. A primeira app da Arcade, prevista para estrear no terceiro trimestre, terá alguns elementos de um jogo de conhecimentos gerais.

 

Um porta-voz do Google confirmou a existência da Arcade e afirmou que a companhia se concentra em "jogos móveis com amigos", sem entrar em detalhes sobre produtos específicos. "É uma experiência num estágio bastante inicial, pelo que não há muitos detalhes para divulgar nesta altura." A iniciativa faz parte da Area 120, uma divisão onde um grupo selecto de funcionários pode trabalhar em pequenas start-ups dentro do Google.

 

Os jogos da Arcade não estão vinculados às redes sociais existentes. Os utilizadores criam contas com o número de telefone, disse uma das pessoas. O Google considera investir em redes sociais porque, uma vez que um jogo atinge uma certa dimensão, torna-se uma espécie de rede social em si, disse essa pessoa. O Google reduziu suas ambições no que diz respeito às redes sociais depois do seu clone do Facebook, o Google Plus, não ter tido sucesso.

pub

 

Ainda assim, o gigante das pesquisas tem considerado outras formas de redes sociais, como experiências com aplicações como esta, para manter os utilizadores mais jovens da internet móvel interessados pelos produtos da empresa.

 

Sayman entrou para o Google em Agosto, originalmente para ser gestor de produto da equipa do Google Assistant. Depois do seu estágio no Facebook, foi contratado como engenheiro aos 18 anos e passou a trabalhar como um gestor de produto que frequentemente aconselhava colegas e executivos sobre o comportamento dos adolescentes sobre a tecnologia.

Como parte da Area 120, Sayman conta com um orçamento para contratar funcionários e para marketing, design e finanças a fim de criar a sua própria startup com menos risco, disseram as pessoas. Essas iniciativas no Google, que tem sede em Mountain View, na Califórnia, podem acabar por ser integradas na linha de produtos da empresa como um todo ou serem desactivadas.

pub

 

Iniciada em 2016, a Area 120 produziu algumas novas unidades directamente na órbita do Google, como o Chatbase, que fornece software de análise de chatbot. Outros projectos já foram desactivados, como um chamado Supersonic, que tentou transformar mensagens de voz em emojis.

Texto original: Google Wunderkind Is Building a Secret Social-Gaming Startup

pub