Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Apple a caminho de ser a primeira “two-trillion-dollar baby” da história

A tecnológica liderada por Tim Cook está a menos de 20% de atingir os 2 biliões de dólares em valor de mercado. Agora, com a perspetiva de um aumento da procura na China e desenvolvimentos no 5G, pode ser a primeira empresa a chegar a este patamar já no próximo ano.

Reuters
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 13 de Julho de 2020 às 12:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A Apple está bem encaminhada para se tornar a primeira empresa de Wall Street a valer mais de 2 biliões de dólares, impulsionada pelo crescimento da procura por aparelhos com o símbolo da maçã na China e pela incorporação de redes de quinta geração nos seus iPhones, segundo analistas. 

"Acreditamos que durante 2021 a Apple será a primeira empresa a ter uma avaliação de 2 biliões de dólares, tendo em conta o impulso do 5G e o potencial 'momentum' nos seus serviços nos próximos anos", dizem os analistas da Wedbush, Daniel Ives e Strecker Backe, numa nota de análise.

Estimam que a China corresponda a 20% das encomendas de iPhones no próximo ano, evidenciando a importância do mercado chinês para a gigante norte-americana. A Pequim podem chegar 60 a 70 milhões de iPhones, o que aumentará a pressão para a concorrência local de empresas com a Huawei. 

Atualmente, a empresa está a valer 1,663 biliões de dólares e é neste momento a cotada mais valiosa dos Estados Unidos, à frente da Microsoft, que vale cerca 1,5 biliões de dólares. Desde o início do ano, a Apple valorizou mais de 25% em bolsa, tendo beneficiado do confinamento decretado pelos governos em todo o mundo para travar a propagação da covid-19. 

De acordo com a CNN, cada ação da empresa precisa de estar avaliada em 461,89 dólares para que a Apple atinja o patamar de "two-trillion-dollar baby". Atualmente, cada título vale um pouco mais do que 383 dólares. 

Recentemente, a empresa anunciou uma remodelação do ecrã principal dos iPhones, um upgrade nos seus iPods, novidades no Mac, no Siri, na Apple Library e no Apple Watch, entre outras funcionalidades e arquitecturas. 

5G como alavanca de crescimento
Para além das boas perspetivas relativas à procura chinesa por aparelhos da Apple, especialmente pela nova fornada de iPhones, os analistas da Wedbush apontam para a incorporação da quinta geração de Internet nos seus novos iPhones como fundamental para aumentar ainda mais o apetite dos investidores pelas ações da empresa. 

A nota de análise da Wedbush antevê que em meados de setembro a Apple começará a anunciar o 5G nos seus aparelhos, uma vez que a nova fornada de iPhones e Macs chegará às prateleiras por volta de outubro.

"Embora tenha havido algum ruído sobre a entrada do 5G nos iPhones, estamos a ouvir os fornecedores a falar sobre esse  lançamento a nível global", pode ler-se na nota. "Acreditamos que há 4 modelos de iPhones 12 a ser preparados para incorporar um mix entre 4G e 5G" e os preços poderão ser inferiores aos 1.000 dólares por unidade em alguns modelos, apesar do 5G, de acordo com os analistas. 

A Apple tornou-se uma "trillion-dollar baby" a 
2 de agosto de 2018. Significa isto que tem uma capitalização de mercado superior a 1 bilião de dólares. Agora, pode subir de patamar e ser a primeira a chegar aos 2 biliões. Depois da Apple, mais empresas se seguiram, como a Amazon que se tornou a quarta cotada norte-americana a ter mais do que um bilião de dólares de capitalização bolsista. Juntou-se assim à Apple, à Microsoft e à Alphabet. 

Fora dos Estados Unidos, a lista das "trillion-dollar babies" inclui também a petrolífera estatal saudita Saudi Aramco – cujo "market cap" é de aproximadamente 1,75 biliões de dólares.

Ver comentários
Saber mais Apple Wall Street China 5G We hear from our checks that economia negócios e finanças ciência e tecnologia
Mais lidas
Outras Notícias