Tecnologias CEO da Huawei propõe vender "fórmula" do 5G para acalmar receios de espionagem

CEO da Huawei propõe vender "fórmula" do 5G para acalmar receios de espionagem

Os travões que o ocidente tem posto à entrada da tecnologia Huawei estão a ser contornados pelo CEO da empresa chinesa, que apresenta uma nova solução.
CEO da Huawei propõe vender "fórmula" do 5G para acalmar receios de espionagem
Bloomberg
Negócios 12 de setembro de 2019 às 17:18

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, propõe vender aos países ocidentais o conhecimento da tecnologia 5G que possui, de forma a contornar os receios destas nações de que, ao utilizarem a tecnologia desta empresa chinesa, sejam alvo de espionagem.

"A Huawei está aberta a partilhar a tecnologia 5G e respetivas técnicas com companhias norte-americanas, de forma a que possam construir a sua própria indústria 5G", disse Ren, citado pelo The New York Times. Já em declarações ao The Economist, o CEO explicou que "uma distribuição equilibrada de interesses conduz à sobrevivência da Huawei".

Caso os Governos do ocidente aceitem esta proposta, possíveis falhas ou eventuais acessos indevidos da parte dos chineses poderão ser evitados, estando o envolvimento da Huawei afastado.

A solução avançada por Ren surge na sequência de várias acusações da parte dos Estados Unidos de que a Huawei partilha informações sensíveis com o governo chinês, obtidas através dos equipamentos e redes instalados – e que quer ainda instalar - nos países ocidentais.

Só as disrupções nos Estados Unidos já terão custado à empresa chinesa 10 mil milhões de dólares (cerca de 9 mil milhões de euros) nas receitas anuais do segmento de dispositivos móveis.

A Administração Trump considerou em maio que a Huawei constitui uma ameaça à segurança nacional e anunciou que queria banir o grupo dos Estados Unidos, mas acabou por conceder isenções temporárias a determinadas empresas norte-americanas que negoceiam com a empresa chinesa, permitindo-lhes vender alguns produtos ou mudarem de fornecedores.

A Austrália também já baniu a presença da Huawei nas redes do país. No Reino Unido, a decisão ainda está a ser maturada.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI