Tecnologias "Drone pandémico" pode detetar sintomas do vírus por entre uma multidão

"Drone pandémico" pode detetar sintomas do vírus por entre uma multidão

Os investigadores da University of South Australia estão a desenvolver, em parceria com uma tecnológica canadiana, um drone que detete remotamente pessoas que, no meio de multidões, apresentem sintomas da covid-19.
"Drone pandémico" pode detetar sintomas do vírus por entre uma multidão
Negócios 26 de março de 2020 às 00:39

Um grupo de investigadores da University of South Australia está a desenvolver, em parceria com a tecnológica canadiana Draganfly Inc, um drone com o intuito de detetar remotamente pessoas que, no meio de multidões, apresentem problemas relacionados com infeções respiratórias, tais como os que se observam na covid-19.

 

Denominado "drone pandémico" pelos investigadores, o veículo aéreo não tripulado será equipado com um sensor especial e com um sistema de visão computorizada que conseguirá monitorizar a temperatura e as frequências cardíacas e respiratórias.

 

Além disso, o drone conseguirá também detetar pessoas que espirrem ou tussam no meio de multidões, escritórios, aeroportos, navios de cruzeiro, lares de terceira idade e outros locais onde se congregam grupos, refere o serviço noticioso The Lead South Austrália.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI