Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Receitas do Spotify sobem 23% para 2.331 milhões de euros

O serviço de streaming de música apresentou receitas de 2.331 milhões de euros no segundo trimestre. A subida de 20% no número de subscritores premium animou o trimestre.

Cátia Rocha catiarocha@negocios.pt 28 de Julho de 2021 às 12:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Spotify apresentou esta quarta-feira resultados relativos ao segundo trimestre do ano. Entre abril e junho, a empresa sueca viu as receitas totais subirem 23% em termos homólogos, para 2.331 milhões de euros. Comparando com o trimestre anterior, a subida é de 9%. Os analistas apontavam para que as receitas da empresa ficassem pelos 2.290 milhões de euros no trimestre.

O serviço liderado por Daniel Ek conseguiu reduzir os prejuízos no trimestre, passando de 356 milhões no segundo trimestre de 2020 para perdas de 20 milhões de euros já este ano.

A empresa viu o número de subscritores pagos - premium - crescer 20% no trimestre, com destaque para os mercados da Europa e América do Norte. As receitas resultantes dos utilizadores premium cresceram 17% em termos homólogos, para 2.056 milhões de euros. A receita média por utilizador no segundo trimestre caiu 3% em termos homólogos, para 4,29 euros.

Desta forma, o Spotify contava até ao final de junho com 165 milhões de utilizadores ativos mensais (MAU) premium, que pagam pela utilização do serviço. Ainda assim, este número está vários furos abaixo do número de utilizadores que ouvem música e podcasts no serviço de forma gratuita e suportada por anúncios. No total, o Spotify tem 365 milhões de utilizadores mensais ativos, uma subida de 22% em termos homólogos.

No comunicado ao mercado, o Spotify aponta que "de forma geral, viu um regresso a melhores padrões de crescimento na segunda metade do trimestre." "Apesar de ainda continuar a enfrentar a incerteza a curto prazo devido à covid-19".
Ver comentários
Saber mais Spotify empresa serviços de streaming
Outras Notícias