Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trabalhadores da Amazon convocados para greve mundial na Black Friday

Na Alemanha, a greve está a decorrer em nove dos 20 centros de atendimento no país. Em França, a Amazon dá conta que até agora não houve qualquer interrupção das operações. O sindicato Verdi defende que esta é a primeira "greve internacional" dos trabalhadores da Amazon.

Reuters
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 25 de Novembro de 2022 às 12:25
  • Partilhar artigo
  • ...

A iniciativa "Make Amazon Pay" (em português "fazer a Amazon pagar") apelou aos trabalhadores da empresa em todo o mundo para entrarem em greve na Black Friday, um dos dias mais agitados para a plataforma de "e-commerce", avança a Reuters.

 

A iniciativa tem como objetivo levar a empresa a reconhecer os acordos coletivos de trabalho celebrados com o setor do retalho e de vendas por correio, assim como a criação de um novo acordo coletivo, que melhore as condições de trabalho dos colaboradores da Amazon.


Na Alemanha, o sindicato Verdi deu conta que estão planeadas greves em 10 centros de atendimento no país. "Esta é a primeira vez que a Amazon tem um dia de greve internacional", defendeu Monika Di Silvestre, representante sindical. 

 

A Amazon no país já reagiu e em comunicado defendeu que "oferece ótimos salários e oportunidades de crescimento – tudo dentro de um ambiente de trabalho atrativo e seguro". A empresa deu o exemplo de que em setembro aumentou o salário inicial dos funcionários do departamento de logística em 13 euros por hora pelo menos, além dos pagamentos dos bónus.

 

Esta sexta-feira, a subsidiária alemã afirmou que a grande maioria dos colaboradores está a trabalhar normalmente, sendo que estão a ser realizadas greves em nove dos 20 centros de atendimentos da tecnológica na Alemanha.

Em França, fonte oficial da companhia afirma mesmo que até agora não houve sinais de interrupção das operações.

Ver comentários
Saber mais Make Amazon Pay Black Reuters Reuters Alemanha Amazon economia negócios e finanças política trabalho economia (geral) greve
Outras Notícias